Enzimas – Aplicação, principais enzimas do corpo e para que servem

As enzimas são moléculas catalisadoras, presentes no organismo do ser humano, cuja função é favorecer o acontecimento de algumas reações biológicas.

As enzimas são moléculas catalisadoras, presentes no organismo do ser humano, em sua maioria, formadas por proteínas. A principal função delas é favorecer o acontecimento de algumas reações biológicas.

Se não tivéssemos as enzimas em nosso organismo, todas as funções metabólicas aconteceriam muito devagar, a ponto de prejudicar todo o funcionamento do metabolismo celular.

enzimas

Cada enzima é responsável por apenas um tipo de reação química, que são essenciais para a vida. Algumas dessas funções são a digestão das proteínas (pepsina), do amido (amilase), contração muscular (miosina), entre outras funções essenciais para manter o corpo em pleno funcionamento.

Classificação das enzimas

As enzimas são classificadas de acordo com o lugar da ação que podem ser endocelulares (enzimas produzidas dentro das células – sua ação é voltada para as reações somente da célula) ou ectocelulares (enzimas que nascem dentro da células, mas sua atuação é fora delas).

As enzimas são organizadas em grupos, de acordo com o tipo de reação química que catalisam. Confira:

  • Oxidorredutases – Essas enzimas realizam a transferência de elétrons;
  • Transferases – Fazem a transferência de grupos funcionais. Ex: (transaminases e quinases);
  • Ligases– Criam novas moléculas por meio da junção de outras que já existem. Um exemplo disso é a Sintetases;
  • Liases – Quebram as ligações covalentes e removem as moléculas de amônia, água e gás carbônico;
  • Hidrolases – Juntam- se às moléculas de água e agilizam a quebra de ligações covalentes;
  • Isomerases– São enzimas modificadoras de moléculas, sem a necessidade de haver outra. São mediadoras para converter substâncias isoméricas.

Tipos de enzimas e suas funções

Nem todas as enzimas são protéicas, as que são, denominam-se ” Apoenzima”, mas as que não são, denominam-se “C-Fator”.

Em caso da enzima não protéica (co-fator) ser uma molécula orgânica, ela é denominada de “coenzima”.

Conheça os principais tipos de enzimas e suas funções:

  • Lípase – É uma enzima produzida no pâncreas que atua na transformação dos lipídios e também participa dos processos digestivos, já que está presente no suco gástrico;
  • Amilase ou Ptialina – Essa enzima é produzida nas glândulas salivares, é extremamente importante na decomposição do carboidrato e na digestão do amido;
  • Lactase – Responsável pela digestão da lactose e da galactose;
  • Tripsina – Realiza a degradação de proteínas que, porventura, não foram digeridas no estômago;
  • Uréase – Participa da degradação da uréia;
  • Protease – Auxilia na digestão e na quebra de ligações peptídicas de aminoácidos presente nas proteínas;
  • Catalase – Degrada o peróxido de hidrogênio;
  • DNA (Polimerase ou Transcriptase Reversa) – Catalisa a duplicação do DNA. Por causa dessa enzima, o DNA de cada pessoa é único.

O papel das enzimas na suplementação

Alguns atletas praticantes de treinos intensos fazem a suplementação de enzimas digestivas para melhorar a performance e favorecer a recuperação muscular.

Isso é explicado porque o bom funcionamento de todas as enzimas no organismo favorecem os processos anti-inflamatórios, melhoram a absorção dos nutrientes, eliminam desconfortos abdominais e auxiliam no funcionamento intestinal.

Alguns alimentos funcionam como fontes naturais de enzimas digestivas, são eles: Abacaxi, kiwi, mamão, beterraba, água com limão e alimentos crus (saladas e vegetais). Cozinhar muitos os vegetais pode eliminar boa parte das enzimas.

Algumas enzimas digestivas presentes em suplementos são:

  • Bromelina e papaína: essas enzimas são responsáveis pela decomposição das proteínas, onde elas são transformadas em peptonas menores, por meio da hidrólise. Os suplementos que contêm essas enzimas são destinados aos atletas com uma dieta rica em proteínas e que estão em busca do aumento da massa magra;
  • Maltase – Essa enzima é essencial na digestão da maltose. A suplementação é feita em atletas de alta performance que buscam mais energia e condicionamento físico;
  • Protease – Ajuda na digestão das proteínas.

A suplementação de enzimas digestivas já é uma prática difundida, não só no esporte, mas, também, na terapia de muitas doenças gastrointestinais, como:

Alguns idosos, também, recebem indicação de suplementação de enzimas, pois, com o passar dos anos, o nosso organismo pode apresentar queda nas enzimas.

É claro que a orientação médica é essencial em qualquer tipo de suplementação. Por isso, não se automedique!


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

2 Comentários

  1. Roques nascimento
  2. Henrique

Deixe um Comentário