Enxaqueca – Causas, Sintomas, Diagnóstico, Complicações, Tratamentos e Cuidados

Você sabe o que é a enxaqueca e quais os efeitos dela no corpo? Confira, aqui no Quero Viver Bem, informações completas sobre o assunto!

A enxaqueca é um problema que afeta cada vez mais pessoas, tanto adultos quanto crianças, homens e mulheres. Mas, em geral, são as mulheres as que mais sofrem com as crises de enxaqueca.

É muito comum, hoje em dia, ver pessoas queixando-se do problema, que pode ter várias causas. Muitos indivíduos que sofrem de enxaqueca ficam sem poder exercer a sua rotina diária, quando a dor aparece.

O problema é uma dor forte na região da cabeça, de cunho neurológico, que vem em crises fortes. A enxaqueca pode apresentar vários sintomas, além da dor, variando de pessoa para pessoa.

Para fazer o tratamento, é preciso conhecer a causa e fazer o diagnóstico correto. Nesse caso, é preciso procurar um médico para que ele possa identificar o problema e tratar a causa. Para melhor entender esse problema, leia o artigo e saiba tudo sobre ele.

Enxaqueca4

Causas da Enxaqueca

É importante salientar que a enxaqueca não apresenta uma causa específica para se instalar. Muitos são os fatores que podem desencadear o problema, principalmente o genético. Existem famílias que já trazem no seu histórico as crises de enxaqueca, que vão passando de pai para filho e, muitas vezes, perseguem gerações inteiras, sempre com membros da família que desenvolvem o problema.

Existem fatores desencadeantes da enxaqueca, que são os mais comuns, como o estresse, a ansiedade, as bebidas alcoólicas, o jejum por muitas horas, o consumo de café em excesso e o uso de adoçantes. Todos esses são fatores que podem ser desencadeadores de crises de enxaqueca, entre outros. As mulheres apresentam mais um agravante para as crises, que o é o fator hormonal durante o período menstrual.

Outros fatores também podem ser o gatilho para as crises de enxaqueca, como o sono. Existem pessoas que dormem muito pouco, ou que dormem mal, e isso acaba influenciando o problema. Também, a poluição, as mudanças de temperatura ou vice-versa, a claridade em excesso, a exposição ao sol, o fumo, o consumo de alimentos gordurosos, entre outros são fatores que contribuem para aquecer ainda mais os desconfortos.

[VEJA TAMBÉM: DOR DE CABEÇA OU ENXAQUECA?]

Para diminuir as crises de enxaqueca, é importante evitar todos os fatores que foram citados acima. Com alguns cuidados, é possível obter uma vida saudável e livrar-se das crises por um longo período.

Sintomas da Enxaqueca

Enxaqueca2

A condição pode apresentar sintomas variados de acordo com cada pessoa, mas existem aqueles sintomas que são os mais comuns, como a dor de cabeça, conhecida como cefaleia, que é o principal sintoma.

As crises, geralmente, ocorrem todos os dias ou semanalmente – em alguns casos, são a cada quinze dias ou também podem ocorrer espaçadamente.

A dor da enxaqueca  acomete um dos lados da cabeça, mas também pode afetar os dois, sendo pulsante, como os batimentos cardíacos. É a sequência de dores que pode levar o médico a diagnosticar o problema. Em sua grande maioria, os latejos são tão forte que a pessoa com crise precisa procurar o hospital.

Algumas pessoas apresentam sintomas antes de a crise começar, como pontos brilhantes, visão turva e meia visão, que são sinais de que a crise vai se instalar. Fraqueza, tontura e náuseas são outras manifestações que também ocorrem.

Diagnóstico

Pelos sintomas que o paciente apresenta é possível que o profissional especialista faça o diagnóstico do problema.

Uma das possíveis complicações da enxaqueca é a pessoa afetada permanecer em um estado tão debilitado que não consegue ter vida social. Nesse caso, é importante procurar um médico neurologista para fazer o tratamento adequado e devolver a vida normal.

Tratamento para Enxaqueca

A enxaqueca deve ser tratada com cuidados que evitem a manifestação das crises, como evitar o consumo de bebidas alcoólicas, dormir 8 horas por dia, ter uma alimentação equilibrada, praticar atividades físicas com frequência (no mínimo, 4 vezes por semana) e fazer uso de medicamentos como analgésicos, betabloqueadores, antidepressivos, anticonvulsionantes.

[CONFIRA TAMBÉM: DIETA PARA DOR DE CABEÇA OU ENXAQUECA]

Dicas de como prevenir o problema

Para prevenir as crises de enxaqueca, você deve:

  • Ter uma alimentação saudável;
  • Praticar atividades físicas regularmente;
  • Procurar o médico e fazer o tratamento correto e no tempo delimitado;
  • Procurar um lugares tranquilos para passar o tempo, onde tenha natureza, sem poluição.

Com alguns cuidados simples, é possível prevenir e evitar as crises com muita frequência.


Referências utilizadas neste conteúdo:

https://medicoresponde.com.br/enxaqueca-sintomas-e-tratamento/


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário