Dor de cabeça ou enxaqueca? Como identificar?

Você está cabsado de dores e quer saber a diferneça entre dor de cabeça e enxaqueca? Vem cá que a gente te revela, só aqui no Quero Viver Bem!

Muitas pessoas têm dor de cabeça. São raros os casos de indivíduos que nunca sentiram esse problema, mas será que aqueles que têm a dor sabem a diferença entre a enxaqueca e a rotineira dor de cabeça? Essas condições se caracterizam por uma dor que pode ter variações de intensidade e de sintomas.

A dor de cabeça ou enxaqueca pode afetar as pessoas de forma muito séria, em alguns casos, ceifando a vida social delas, por causa da dor intensa e pulsante. Além disso, provoca outros sintomas, como náuseas, vômitos, fraqueza, problemas na visão (visão turva, pontos brilhantes, meia visão), entre outras condições.

Enxaqueca

Como identificar se está com dor de cabeça ou enxaqueca

A dor de cabeça e a enxaqueca apresentam sintomas parecidos, bem como intensidade variada. Quando o incômodo não está associado a doenças, como tensão pré-menstrual, fibromialgia, sinusite, aneurisma, gripes e resfriados, é diagnosticado como dor de cabeça moderada, que permite que a pessoa possa exercer a sua rotina diária.

A enxaqueca é diferente. Ela apresenta dor na região da cabeça, no entanto, de forma mais intensa, pulsante, atingindo um dos lados do órgão, pegando o olho. Essa condição piora muito quando a pessoa se movimenta, sendo tão forte que há a necessidade de ir para a cama, em um quarto bem escuro, permanecendo assim em repouso até que a dor passe. Esse problema deixa a pessoa super sensível a ruídos e a luz.

A enxaqueca dura, em média, 3 horas ou 3 dias para passar – vai depender de cada pessoa e da intensidade da crise.

Qual a diferença entre dor de cabeça e enxaqueca

Enxaqueca2

 

A dor de cabeça ou cefaleia, como também é conhecida, é uma dor forte, mas que passa assim que é ingerido um analgésico. A pessoa não precisa interromper a sua rotina por causa da dor.

a enxaqueca é uma dor muito forte, que deixa a pessoa debilitada, sem condições de manter uma rotina normal. A pessoa atingida deve fazer tratamento médico e, na maioria dos casos, dirigir-se até o hospital, para a aplicação de medicamentos injetáveis.

A enxaqueca não tem causa identificada. Por mais que sejam feitos estudos, a causa do problema ainda é um mistério. Entretanto, existem alguns gatilhos que podem desencadear a dor, como a má alimentação, a ingestão de bebidas alcoólicas, o fumo, o sedentarismo, a ingestão de anticoncepcionais (no caos das mulheres) e as questões hormonais. Além desses, um dos fatores predominantes é o genético, pois existem famílias que trazem a enxaqueca no seu DNA.

Tratamentos caseiros para evitar ou amenizar as crises

Se você sofre com as crises de enxaqueca ou com dores de cabeça, adote alguns cuidados que poderão ajudar a evitar ou amenizar as crises, tais como:

Identifique as causas da enxaqueca ou das dores de cabeça você deve perceber que, quando as dores de cabeça ou enxaqueca aparecem, esses sintomas podem variar de pessoa para pessoa, porém os sintomas mais comuns são: ficar sem se alimentar por horas seguidas, dormir pouco, estresse, fatores hormonais a genética, ingestão de bebidas alcoólicas, consumo de chocolate, cafeína, consumo de alimentos gordurosos, sedentarismo, entre outros;

Tente não se expressar – se você estiver estressada, tente fazer algo que alivie o estresse, pois ele é um dos fatores que podem desencadear dor de cabeça e enxaqueca;

Pratique atividades físicas – as atividades físicas trazem inúmeros benefícios ao organismo, além de deixar a pessoa mais calma, melhorando a circulação do sangue em todo o corpo, principalmente no cérebro, e ajudando a evitar crises de dor de cabeça e enxaqueca;

Durma bem o sono faz com que o cérebro relaxe, proporcionando melhor condição de vida e diminuindo as chances de ter enxaqueca;

Tome café a cafeína presente no café ajuda a aliviar as dores de cabeça, pois atua como vasoconstritor, contraindo os vasos sanguíneos que promovem a enxaqueca e as dores de cabeça. No entanto, a cafeína não pode ser consumida em exagero, pois pode ter efeito contrário.

[LEIA TAMBÉM: DIETA PARA DOR DE CABEÇA OU ENXAQUECA]

Dicas de prevenção e cuidados médicos para enxaqueca

Além dos cuidados e a prevenção que sugerimos acima, é importante que a pessoa procure um médico especialista para detectar a causa da enxaqueca. Depois que o médico constatar o problema, poderá tratar a causa com medicamentos específicos. Vale lembrar que cada caso deve ser tratado separadamente. A enxaqueca, geralmente, é tratada com analgésicos seguidos de calmante, ou anticonvulsivante, mas o tratamento deve ser indicado por um médico especialista.

Gostou? Veja, também, dor de cabeça tensional – o que é, como acontece e mais!


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário