Distúrbios do sono: como acontecem, os mais comuns e outras dicas

Se você tem alguma dificuldade relacionada ao sono, você provavelmente sofre com algum distúrbio. Leia aqui quais são os principais, como são ocasionados, quais os cuidados necessários e muito mais.

Os momentos de descanso são importantes para restabelecer as forças e preparar um indivíduo para o novo dia. Entretanto, muitas pessoas não possuem horas tranquilas de sono, apresentando diversas irregularidades na hora de dormir. São os chamados distúrbios de sono.

Se você tem alguma dificuldade relacionada ao sono, provavelmente, sofre com algum distúrbio. É por isso que você deve conhecer quais são os principais existentes, além de:

  • Causas;
  • Sintomas;
  • Consequências;
  • Tratamento e prevenção.

Confira tudo agora mesmo!

Quais são os distúrbios do sono?

Distúrbios do sono: como acontecem, os mais comuns e mais.

Antes de listar os distúrbios do sono, é necessário entender como ele funciona. Há uma divisão em quatro fases, sendo que cada uma delas é responsável por uma atividade específica – veja de maneira resumida:

  • Fase 1: é a transição entre a vigília e o sono – há a indução da sonolência por meio da liberação da melatonina no organismo. Esta fase abrange 10% da noite;
  • Fase 2: é o momento do sono leve, com o relaxamento dos músculos e a redução da temperatura corporal – os ritmos cardíaco e respiratório diminuem. Abrange 45% da noite;
  • Fase 3: o metabolismo cai e o corpo funciona ainda mais lentamente, com a respiração mais leve e o ritmo do coração também mais lento. Abrange 25% da noite;
  • Fase 4: é o sono profundo, conhecido como REM (do inglês Rapid Eye Movement, isto é, “movimento rápido dos olhos”), em que a pessoa sonha, caracterizada por descargas de adrenalina, alterações nos batimentos cardíacos e na pressão arterial. Abrange 20% da noite.

Qualquer dificuldade ou alteração em uma destas quatro fases pode ser prejudicial para a saúde. Para o seu conhecimento, existem mais de 100 distúrbios do sono identificados, que podem abordar a dificuldade e/ou o problema em:

  1. Adormecer;
  2. Permanecer dormindo;
  3. Permanecer acordado;
  4. Conseguir manter uma rotina adequada de sono;
  5. Ter comportamentos anormais durante o sono.

Conheça quais são os principais distúrbios do sono:

Outros tipos de distúrbios do sono que podem ser abordados são a insônia paradoxal e o jet lag (comumente relacionado com mudanças de fusos horários).

Causas e sintomas dos Distúrbios do sono

Cada um dos distúrbios se apresenta com sintomas variáveis, pois um é diferente um do outro. Na insônia, por exemplo, o sintoma mais claro é a dificuldade para adormecer, enquanto que o sonambulismo se caracteriza pelo comportamento anormal de uma pessoa, estando completamente desacordada, mas que levanta da cama e caminha.

Outros exemplos de sintomas clássicos de alguns distúrbios do sono são:

  • Cansaço e dor de cabeça ao acordar;
  • Despertar muitas vezes durante a noite;
  • Dificuldade de concentração;
  • Ronco;
  • Sonolência diurna.

Certos distúrbios do sono podem ser transitórios, assim como durar algumas semanas (episódios de curto prazo ou de longa duração – os distúrbios crônicos).

De modo geral, as causas também podem ser diferentes conforme o tipo de distúrbio do sono, mas vale a pena listar os seguintes fatores:

  • Álcool ou outras drogas;
  • Ambiente que não satisfaz o sono;
  • Ansiedade;
  • Cafeína;
  • Cochilos durante a parte do dia;
  • Deitar-se cedo;
  • Depressão;
  • Desconforto físico;
  • Doença física;
  • Doença neurológica;
  • Estresse;
  • Fumo em excesso;
  • Passar muito tempo acordado na cama;
  • Utilização de certos medicamentos.

O que se sugere é a busca por um profissional da saúde, capacitado para analisar o seu caso e trazer um diagnóstico certeiro. Você pode procurar um clínico geral ou um médico especialista do sono.

Por que preocupar-se com o seu sono?

Distúrbios do sono: como acontecem, os mais comuns e mais.

Ter algum distúrbio do sono pode ser prejudicial para a saúde. Porém, ao invés de falar de todas as consequências ruins que um sono não reparador pode ter, que tal conhecer os benefícios de um bom sono?

Um noite bem dormida pode, não apenas revigorar, mas, também, oferecer a prevenção de muitas doenças, como:

E não é somente isso: o sono melhora o desempenho físico e no trabalho, além de trazer vantagens incríveis para o bom humor.

Mas, como tratar um distúrbio de sono?

Na consulta com o médico, o diagnóstico pode ser realizado por meio do histórico clínico, listando sintomas, hábitos, estilo de vida e medicamentos que faz uso. Além disso, a indicação de exames, por exemplo, a polissonografia, podem ser solicitados.

De modo geral, o tratamento para os distúrbios do sono vai depender do tipo de distúrbio diagnosticado, mas a grande maioria envolve parte medicamentosa e adoção de medidas comportamentais, como técnicas de relaxamento, psicoterapia e higiene adequada do sono. Em alguns casos, como na apneia do sono, é necessário o uso de um aparelho chamado CPAP (Pressão Positiva Contínua de Ar) durante o sono, com o intuito de manter as vias aéreas desobstruídas.

O uso de qualquer remédio só deve ser feito quando prescrito pelo profissional de saúde. Além disso, para melhorar ainda mais a qualidade de seu sono, procure tomar algumas atitudes básicas e bem simples:

  • Certifique-se de ter um colchão de qualidade e confortável;
  • Tome um banho quente, para facilitar o sono;
  • Evite atividades físicas rigorosas no período da noite;
  • Mantenha, na hora de dormir, o quarto escuro e silencioso – nada de televisão, aparelho celular ou qualquer outro item que possa provocar ruídos ou luz;
  • Procure relaxar mais e tente manter o estresse longe (pelo menos na hora de dormir);
  • Faça uso de suplementos naturais, como o magnésio e a melatonina.

Melhorar de um distúrbio do sono é possível!


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário