Diagnóstico de Lúpus: Como Funciona? Demora?

Lúpus, que também é conhecido como LES (Lúpus Eritematoso Sistêmico),é uma doença inflamatória crônica, cuja origem é autoimune. Clique aqui e veja como é feito o seu diagnóstico e muito mais.

Lúpus, que também é conhecido como LES (Lúpus Eritematoso Sistêmico),é uma doença inflamatória crônica, cuja origem é autoimune. Mas, o que isso quer dizer? Simples: o próprio sistema imunológico da pessoa ataca células sadias do corpo, provocando sintomas e doenças inflamatórias.

Segundo a Sociedade Brasileira de Reumatologia, trata-se de uma doença que atinge pessoas de qualquer idade ou sexo, porém é mais incidente entre as mulheres mestiças e afrodescendentes.

Ainda de acordo com essa instituição, estima-se que existem, aproximadamente, 65 mil pessoas com Lúpus somente no Brasil, sendo que uma a cada 1700 é mulher. Devido a essa taxa, especialistas consideram essa enfermidade uma doença comum.

Para lhe ajudar a entender mais sobre o Lúpus, preparamos um guia completo sobre a doença, no qual é possível saber como funciona o diagnóstico e quanto tempo demora para sair o resultado.

Principais consequências do Lúpus

Diagnóstico de Lúpus: Como Funciona? Demora?

No Lúpus, as células de defesa do organismo interpretam as saudáveis como sendo inimigas e as atacam. Como resultado, há o surgimento de manchas na pele ou de problemas internos não visíveis, como inflamações.

Geralmente, essas inflamações acometem articulações, cérebro, olhos, coração, pulmão e rim. Tais complicações exigem tratamento e o paciente deve fazer acompanhamento médico contínuo para ter melhor qualidade de vida.

Lúpus é hereditária e contagiosa?

Não se sabe qual é o principal agente causador do Lúpus, mas, de acordo com a Sociedade Brasileira de Reumatologia, fatores genéticos, hormonais e ambientais colaboram para o desenvolvimento e surgimento da doença.

Mesmo com o fator genético envolvido, a doença não é considerada hereditária. Quando especialistas falam sobre esse fator, o que eles querem dizer é que a pessoa possui uma predisposição genética ao desenvolvimento do Lúpus e não que a enfermidade foi transmitida pelos seus pais.

Outro ponto importante a ser ressaltado é que a doença não é contagiosa, ou seja, não há problema algum em entrar em contato com pessoas diagnosticadas com Lúpus.

Sintomas do Lúpus

  1. Manchas avermelhadas na pele, principalmente em regiões que ficam expostas ao sol, como pernas, braços, colo e rosto (no caso da face, a lesão recebe o nome de asa de borboleta, devido à sua distribuição);
  2. Febre baixa;
  3. Emagrecimento;
  4. Perda do apetite;
  5. Fraqueza;
  6. Dor nas articulações;
  7. Hipertensão;
  8. Inflamação em articulações, rins, nervos, pleura (membrana que cobre o pulmão), coração e cérebro;
  9. Inchaço dos gânglios (íngua);
  10. Queda de cabelo;
  11. Anemia;
  12. Plaquetopenia (redução de plaquetas do sangue).

O que causa o Lúpus

Como dito anteriormente, o agente causador da doença ainda não foi descoberto, no entanto especialistas atribuem o surgimento do Lúpus a fatores genéticos, hormonais e ambientais.

Isso quer dizer que pessoas que possuem suscetibilidade genética desenvolverão a enfermidade quando entrarem em contato com fatores ambientais desencadeadores (irradiação ou micro-organismos) ou passarem por alguma alteração hormonal.

Tratamento de Lúpus

Diagnóstico de Lúpus: Como Funciona? Demora?

O Lúpus é uma doença que não tem cura, mas o paciente pode realizar tratamentos paliativos,para amenizar eventuais sintomas. Tais tratamentos consistem no uso de medicamentos imunossupressores, anti-inflamatórios e corticoides.

Além disso, recomenda-se que a pessoa diagnosticada adote novos hábitos de vida, para conviver com a doença, como realização de uma dieta especial, não exposição ao sol e uso de protetor solar, que ajudará a evitar manchas na pele.

Prevenção do Lúpus

Ainda não foram descobertas formas de prevenção da doença. Quem foi diagnosticado, pode investir em medidas que ajudam a prevenir sintomas e complicações, sempre indicadas pelo médico.

Diagnóstico do Lúpus

O diagnóstico do Lúpus é feito pelo reconhecimento dos sintomas da doença pelo médico, assim como pela análise de exames de sangue e urina. Não existe um teste específico/exclusivo para detectar Lúpus.

Outro tipo de exame bastante utilizado para diagnosticar a doença é o FAN, no qual se apresentam títulos elevados, que podem indicar, com precisão, que o paciente é portador de Lúpus.

 Tais exames possuem prazos específicos para ficarem prontos. Os de sangue e urina, por exemplo, costumam sair em 24 horas. Já o resultado da análise FAN sai de 4 a 5 dias.

Vale lembrar que esse tempo é aproximado, sendo que laboratórios com alta demanda podem apresentar prazo mais estendido. Se precisar dos resultados com urgência, verifique se há a possibilidade de obtê-los com antecedência.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Um Comentário

  1. Dalva Santos

Deixe um Comentário