Depressão e Ansiedade – Como identificar? Sintomas e Tratamento

Você está sofrendo ou conhece alguém que sofre com sintomas parecidos com os da depressão ou ansiedade? Confira, aqui no QVB, como identificar!

Depressão e ansiedade são duas das doenças mentais mais frequentes na sociedade atual, ocorrendo, na grande maioria das vezes, pela associação de apatia e tristeza de profunda duração na depressão, enquanto que a agitação e o nervosismo caracterizam a ansiedade.

Sofrer com um desses males – ou até com ambos ao mesmo tempo (sim, isso pode acontecer) – requer um diagnóstico correto, em primeiro lugar. Depois, tudo é questão de tratamento e convivência com os sintomas para normalizar a mente.

Entenda como diferenciar depressão e ansiedade, quais são os sintomas de cada um, qual médico especialista você deve procurar para tratamento e como se prevenir desses transtornos, só aqui no Quero Viver Bem!

depressão e ansiedade

Qual é a diferença entre depressão e ansiedade?

Para muitas pessoas, a depressão e a ansiedade são doenças semelhantes em termos de sintomas, mas, na realidade, ambas são bem diferentes.

Para início de conversa, um ponto importante é a presença da ansiedade na vida de cada um, afinal aquela pequena preocupação ou incerteza pode surgir a cada momento em que a pessoa se depara com um problema, como uma apresentação na escola/faculdade, o aguardo de alguma notícia importante, entre outros eventos.

a depressão não é algo comum e que pode ser relevado.

Além disso, a própria ansiedade, quando não demasiada, é muito boa para o indivíduo, pois pode impulsioná-lo na vida e em suas ações. No entanto, o excesso de ansiedade pode paralisar uma pessoa e impedi-la de realizar até mesmo coisas simples, simplesmente pelo desconforto que essas atividades causam.

Já a depressão não é somente aquele marco diferenciado no humor. O impacto da doença pode influenciar a vida do indivíduo tanto física quanto emocionalmente.

A diferença, conforme psicológicos e psiquiatras, é que um quadro de depressão dificilmente se torna um quadro de ansiedade, mas uma ansiedade pode se transformar em uma depressão. Ou seja, a situação de uma pessoa pode se agravar quando não há a procura por ajuda especializada.

depressão e ansiedade

[CONFIRA TAMBÉM: DEPRESSÃO PÓS-PARTO]

Sintomas da depressão e da ansiedade

A ansiedade é caracterizada por sintomas intensos, principalmente pelo aparecimento de medos exagerados e estados em que a pessoa não consegue relaxar, pois tem a sensação de algo ruim está para acontecer.

Uma pessoa ansiosa se torna refém de seus pensamentos, perdendo o controle sobre eles e mantendo-os fixos em seus problemas. Em geral, alguns sintomas que são bastante comuns também na ansiedade são:

  • Aperto no peito;
  • Aumento da pressão arterial;
  • Dificuldades de concentração;
  • Dificuldades para dormir;
  • Dores de cabeça;
  • Dores estomacais;
  • Fadiga;
  • Falta de ar;
  • Inquietação;
  • Irritabilidade;
  • Mudanças nos hábitos intestinais;
  • Náuseas;
  • Palpitações;
  • Problemas sexuais;
  • Sudorese;
  • Taquicardia;
  • Tensão e dor muscular.

Por outro lado, a depressão logo se avizinha pelo distúrbio emocional que causa na pessoa, em especial fazendo com que ela se sinta deprimida na maior parte do tempo, quase todos os dias.

Ou seja, a depressão tem como principal sintoma a tristeza profunda aliada à diminuição (ou completa perda) de interesse e prazer na realização de tarefas que antes gostava.

depressão e ansiedade

[VEJA MAIS SOBRE OS SINTOMAS DA DEPRESSÃO, AQUI!]

Outros sintomas comuns em pacientes depressivos são:

  • Angústia;
  • Ansiedade;
  • Apatia;
  • Baixa autoestima;
  • Dificuldades de concentração;
  • Dificuldades para dormir ou para se levantar da cama;
  • Esquecimento;
  • Indecisão;
  • Irritabilidade;
  • Medos que anteriormente não existiam;
  • Perda ou aumento de apetite;
  • Pessimismo;
  • Problemas sexuais;
  • Raciocínio mais lento;
  • Sensação de vazio.

Infelizmente, na depressão, a pessoa pode ainda ter ideias suicidas ou de autodestruição – por isso mesmo que essa doença é ainda mais grave do que a ansiedade.

Tratamento para depressão e ansiedade

O tratamento para esses dois problemas é distinto. A busca por auxílio médico é fundamental quando os sintomas começam a surgir e atrapalham o dia a dia, em especial por mais de duas semanas.

Normalmente, os médicos mais procurados para o tratamento de depressão e ansiedade são os psiquiatras e psicólogos. Quando o problema é mais grave, o psiquiatra é mais recomendado, pela disposição de receitar medicamentos antidepressivos e que ajudem no controle das emoções.

Um rápido diagnóstico da depressão e da ansiedade é interessante para que o tratamento seja mais eficaz.

Como se prevenir da depressão e ansiedade?

Veja algumas medidas e hábitos simples que podem fazer a diferença em sua vida e deixar você longe de certos problemas de saúde mental:

  • Confie mais em si mesmo (a);
  • Controle o seu estresse;
  • Evite o consumo de álcool, nicotina e drogas estimulantes;
  • Faça exercícios de controle da respiração;
  • Faça uma alimentação equilibrada;
  • Mantenha um convívio com parentes e amigos;
  • Pratique exercícios físicos regularmente;
  • Procure ser uma pessoa organizada.

Além de tudo isso, dedique um tempo de seu cotidiano para se cuidar!

Gostou do conteúdo? Então, veja, também,Depressão e Tristeza: Quais as principais diferenças?


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário