Depressão – Causas (Lista Completa). Tem Cura? Conheça os tratamentos

A depressão esta no ranking das doenças mais diagnosticadas e perigosas do mundo. Mas, afinal, o que a desencadeia? Veja aqui a lista completa de causas, sintomas e os principais tipos de tratamento da atualidade!

A Organização Mundial da Saúde já determinou que a depressão é o ” mal do século”, pois é um distúrbio que está atingindo pessoas do mundo inteiro, desencadeando um desinteresse pela vida.

A depressão configura uma tristeza profunda, falta de vontade de fazer as coisas, inclusive de se alimentar. As alterações de humor em uma pessoa depressiva são constantes e podem incitar a vontade de se suicidar.

Esse transtorno psiquiátrico pode atingir pessoas de todos os sexos e de todas as idades, sendo considerada uma das 5 causas de incapacitação que afastam as pessoas de suas atividades profissionais.

depressão causas e tratamento

Causas da depressão

A explicação cientifica é que a tristeza e o desânimo oriunda de um desequilíbrio no cérebro, incluindo a redução da serotonina, um neurotransmissor responsável pela sensação de bem estar em uma pessoa.

Na verdade, não existe uma causa somente para a depressão, pois inúmeros fatores na vida de uma pessoa podem estar diretamente ligados a esse problema que tende a aparecer em qualquer momento da vida.

A resposta mais correta seria que as causas da depressão são fatores psicológicos, biológicos e sociais, ou seja, o modo de vida de uma pessoa pode desencadear a doença, conforme citamos abaixo:

  • Genética – Pessoas que possuem familiares, como pai ou mãe, acometidos pela depressão, podem ter mais facilidade de desencadear o problema;
  • Perda de um ente querido – A morte de alguém importante na vida da pessoa, pode ser um gatilho para os episódios dedepressão;
  • Desiquilibrios no cérebro – A redução da serotonina, responsável por regular o humor, pode ser uma das causas da depressão;
  • Problemas financeiros – São agravantes que podem culminar a depressão;
  • Problemas pessoais – Seja no casamento ou com a família e amigos, podem causar depressão;
  • Personalidade – Existem pessoas que têm mais predisposição à depressão, especialmente as que possuem baixa estima;
  • Depressão pós-parto – Mudanças hormonais e físicas na mulher grávida podem ser um agravante;
  • Alimentação defasada – O uso de açúcar e carboidratos em excesso pode acarretar na depressão, além disso, a baixa ingestão de ômega 3 e 6 também são fatores de risco;
  • Uso de álcool, certos medicamentos e drogas.

Sintomas da depressão

A pessoa que possui depressão tem alguns desses sintomas a maior parte do dia, todos os dias, por no mínimo duas semanas.

  • Ansiedade exagerada;
  • Tristeza;
  • Fraqueza;
  • Fadiga;
  • Irritabilidade;
  • Baixa estima;
  • Pessimismo;
  • Perda de interesse pela vida, pelos familiares e pelo lazer;
  • Só quer ficar sentado ou deitado;
  • Não quer conversar com as pessoas (se isola);
  • Não consegue se concentrar;
  • Alterações de peso (não quer comer);
  • Pensamentos de morte (pensa em suicídio);
  • Dores de cabeça;
  • Problemas digestivos;
  • Insônia;
  • Disfunções sexuais;
  • Sentimentos de medo, desespero e desamparo.

A depressão é dividida em estágios, por isso é importante medir a frequência desses sintomas para informar ao médico e viabilizar o melhor tratamento.

sintomas da depressão

Consequências da depressão não tratada

A depressão tem tratamento, uma pessoa que sente esses sintomas não pode ignorar, pois as consequências são:

  • Problemas com álcool e drogas;
  • Estilo de vida ameaçado (alimentação e falta de atividade física podendo gerar outras doenças, como obesidade, pressão alta e diabetes);
  • Agravamento da depressão que pode levar a pensamentos suicidas;
  • Problemas cardiovasculares por causa dos desníveis da serotonina;
  • Isolamento social, pois a pessoa não tem mais interesse pelo convívio de amigos e familiares;
  • Problemas familiares;
  • Danos cerebrais.

Tratamento da depressão

É essencial não deixar a depressão progredir, buscar ajuda é indispensável! Atualmente, existem diversas formas de tratamento da depressão, entre elas:

  • Tratamento medicamentoso – Envolve o uso de antidepressivos, orientados pelo médico psiquiatra que vai fazer o acompanhamento do paciente, a fim de tratar o problema. Um dos remédios mais prescrito é a Fluoxetina.
  • Psicoterapia – É uma forma de descobrir as causas que levaram a pessoa a desencadear a depressão. Além disso, o acompanhamento com esse profissional pode ajudar a evitar o aparecimento de novos episódios, pois auxilia na resolução de conflitos internos;
  • Terapia – Funciona bem para tratar fobias, transtorno obsessivo compulsivo e depressão, pois ajuda o paciente a compreender e identificar melhor as causas.

A meditação e a mudança no estilo de vida podem ser grande auxiliares no tratamento da depressão, pois aumenta a imunidade e melhora toda a capacidade de atenção.

remédios antidepressivos

Prevenção da depressão

A alimentação saudável e a prática de atividade física não são boas somente para manter a forma do corpo, mas também da mente. Essas duas soluções estão no topo das ações benéficas para prevenir a depressão. Entenda o porquê:

Os alimentos ou suplementação de ômega 3 e 6 também são importantes.

Manter uma vida ativa, se inserir em algum grupo de afinidades pode acabar com a solidão e dar mais sentido para a vida.

A preferência por uma vida equilibrada com alimentação rica em nutrientes e atividade física constante podem ser uma grande ajuda para prevenir e afastar esse mal do século.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário