Couve-de-bruxelas – Benefícios, Tabela Nutricional e Dicas de Consumo

Você já viu ou ouviu falar na couve-de-bruxelas? Essa hortaliça conta com uma imensa variedade de nutrientes. Confira aqui, no QVB, quais os principais!

Couve-de-bruxelas é uma hortaliça que lembra pequenas cabeças de repolho. Elas crescem em um pé parecido com a couve-manteiga, mas todas emaranhadas, formando uma espécie de cacho com vários repolhinhos.

A produção da couve-de-bruxelas é dada pelas sementes. Elas devem ser plantadas entre os meses de Fevereiro e Junho. A germinação começa em 7 dias, mas o seu completo desenvolvimento leva 90 dias.

O plantio dessa hortaliça ainda é pouco difundido no Brasil, foi somente no começo dos anos 80 que surgiram os primeiros trabalhos de cultivo. O motivo é a baixa demanda do mercado, diferente de países como Bélgica, França e Inglaterra – os ingleses inclusive usam a hortaliça com castanhas para acompanhar a carne em sua ceia natalina.

Couve-de-bruxelas

Tabela Nutricional de Couve-de-bruxelas

Os mini repolhinhos trazem muitos nutrientes à saúde, abaixo confira o que encontrar em 88 gramas dessa hortaliça exótica:

Benefícios da Couve-de-bruxelas

Uma alimentação saudável inclui o consumo de hortaliças que são fonte de minerais e vitaminas capazes de promover a boa saúde. A couve-de-bruxelas se encaixa na lista de verduras verde-escuras repletas de benefícios. Abaixo, você confere as principais ações dessa hortaliça:

Couve-de-bruxelas

  • Atua no fortalecimento dos ossos;
  • Promove mais sensação de saciedade, colaborando para o emagrecimento;
  • Previne o envelhecimento precoce, por ser repleta de betacaroteno;
  • Possui folato, essencial para gestantes durante o desenvolvimento do feto;
  • Reduz o risco de câncer;
  • Melhora os níveis de colesterol;
  • Previne doenças cardíacas;
  • Controle os níveis da glicemia no sangue;
  • Tem poucas calorias;
  • Favorece a boa digestão;
  • Combate a prisão de ventre;
  • Melhora o trânsito intestinal;
  • Fortalece o sistema imunológico;
  • Combate inflamações no corpo causadas pela artrite e por outras doenças.

A couve-de-bruxelas também possui um componente muito importante, a glutationa, peptídeo que atua na limpeza do fígado e aumenta a função imunológica.

Esse componente é muito importante para a nossa saúde, inclusive, alguns cientistas acreditam que a quantidade de glutationa nas células de uma pessoa pode definir quanto tempo de vida cada indivíduo tem.

Como consumir?

Couve-de-bruxelas

Os motivos para incluir a couve-de-bruxelas são muitos. Ela pode ser consumida de diferentes formas:

  • Gratinadas no forno com molhos de queijo;
  • Risotos;
  • Cremes e caldos;
  • Assadas no forno;
  • Refogadas com carnes;
  • Salteada;
  • Ao vapor.

Veja como é simples de fazer a receita de couve-de-bruxelas salteadas com castanhas, cogumelos e bacon – o acompanhamento Inglês preferido usado para as carnes natalinas.

Ingredientes:

  • 500 gramas de couve-de-bruxelas;
  • 300 gramas de cogumelos Paris cortados;
  • 100 gramas de bacon em cubinhos;
  • 4 colheres de azeite;
  • 1 dente de alho;
  • 2 colheres de sopa de vinagre balsâmico;
  • 1 colher de sopa de mel;
  • 50 gramas de castanhas em pedaços (pode ser nozes);
  • Sal a gosto.

Modo de preparo:

1- Coloque 1 litro de água para ferver em uma panela, adicione o sal e a couve-de-bruxelas. Deixe cozinhar por 12 minutos;

2- Em uma frigideira coloque o azeite, o alho e o bacon e frite bem. Depois, coloque os cogumelos e o sal e deixe até que eles percam a água;

3- Em seguida, corte a couve-de-bruxelas ao meio e refogue junto com as castanhas, em outra frigideira. Adicione o mel e o vinagre balsâmico e salteie bem;

4- Por fim, adicione os cogumelos salteados com o bacon junto com as couves e as castanhas;

A couve-de-bruxelas nunca deve ser consumida crua, por causa do seu forte odor e sabor indigesto para muitos. Entretanto, o seu preparo bem elaborado pode transformar os pratos, assim como é feito em outros países que o têm como fonte principal na gastronomia, por exemplo, a França.

Você pode comprar essa hortaliça em feiras, hortifrutis e supermercados que apostam na diversidade de produtos. Ficou com vontade de provar? Deixe a sua dica de preparo nos comentários!


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário