Como Tratar a Ansiedade: Como Buscar Ajuda

A Ansiedade é um distúrbio mental em que sentimentos de medo e preocupação surgem de maneira exacerbada, causando interferências negativas no dia a dia da pessoa. Clique aqui e tenha informações completas.

A Ansiedade é um distúrbio mental em que sentimentos de medo e preocupação surgem de maneira exacerbada, causando interferências negativas no dia a dia da pessoa.

E, acredite, se esse problema não for diagnosticado, contido e tratado o quanto antes há um grande risco de desenvolvimento de complicações na saúde e vida social e profissional.

Entre os principais impactos, destaque para o desenvolvimento da depressão, de fobias sociais e sintomas físicos, como tremores, náuseas, desconforto abdominal, taquicardia, entre outros.

Mas, afinal, como buscar ajuda, diagnosticar e tratar a Ansiedade? Veja, aqui, todos esses detalhes e saiba como agir para obter o suporte necessário, a fim de acabar com tal distúrbio.

Ansiedade: quando e como procurar ajuda

Como Tratar a Ansiedade: Como Buscar Ajuda

Curiosamente, a Ansiedade é uma reação que todo mundo vivência diante do novo. É comum ter preocupação e medo em situações desconhecidas, no entanto, o que é errado é quando esses sentimentos são exagerados e o novo não lhe causa excitação, mas um sofrimento físico e mental.

Se sua reação sempre for essa ao lidar com algo novo ou situações corriqueiras do dia a dia, é o momento de procurar ajuda de um profissional especializado, que será capaz de analisar o caso e indicar quais medidas e tratamentos devem ser adotados.

A ansiedade não é uma doença única, existem outros tipos de ansiedade, por isso é tão importante saber diferenciar os tipos daquele que você realmente possui, caso contrário, o tratamento pode acontecer da maneira errada.

Principais especialidades para diagnosticar e tratar a ansiedade

Já sabe que precisa consultar um profissional, mas não faz a mínima ideia de qual especialidade precisa? A lista de médicos é curta, trazendo duas opções principais: psicólogo e psiquiatra.

Ambos os profissionais diagnosticam e tratam transtornos mentais, a diferença entre eles está no método adotado. O psicólogo utiliza a psicoterapia como ferramenta, enquanto o psiquiatra trabalha, também, com a recomendação de medicamentos. 

Mas, e se não der para encontrar um psicólogo ou psiquiatra o mais rápido possível? O paciente pode marcar uma consulta com o clínico geral, que indicará meios específicos, a fim de amenizar os sintomas da Ansiedade, e realizará um encaminhamento a um especialista.

Tratamentos para Ansiedade

Como Tratar a Ansiedade: Como Buscar Ajuda

Existem diferentes tipos de tratamentos para ansiedade, cabendo ao especialista analisar o paciente e indicar o que melhor se adequá ao seu caso, para efetivamente eliminar sintomas e transtornos. Entre esses tratamentos, destaque para:

1. Terapia

Há dois tipos de terapia que costumam ser bastante recomendados por profissionais. Um deles é o cognitivo-comportamental, que foca na alteração de comportamentos e respostas emocionais a diferentes situações.

Trata-se de uma terapia extremamente efetiva, pois a ansiedade está diretamente relacionada ao comportamento que a pessoa adota no dia a dia, ajudando a modificá-lo, para eliminar a doença.

A outra terapia utilizada é a psicoterapia, que trata distúrbios mentais e comportamentais de forma mais abrangente do que a cognitivo-comportamental, sendo, também, bastante eficaz.

É importante citar que em casos mais leves de ansiedade, somente a terapia já é suficiente para tratar a doença. Se o transtorno for um pouco mais grave, o médico pode recomendar o uso de mais de um método, como a terapia e a administração de medicamentos.

2. Uso de medicamentos

Os medicamentos são indicados pelo psiquiatra, após analisar os sintomas do paciente. Tais remédios costumam ser tomados de seis a doze meses, mas pode ser que o médico indique um consumo personalizado, tanto na dosagem como no período. Entre os principais medicamentos estão:

  • Ansiolíticos: atuam pontualmente na amenização da tensão e da Ansiedade, dando grande suporte no tratamento. O único ponto negativo é que esses medicamentos costumam dar sono;
  • Antidepressivos: ajudam a controlar o humor, inclusive a prevenir a depressão, que é uma das principais consequências da Ansiedade;
  • ISRS (Inibidor Seletivo de Recaptação de Serotonina): ameniza sintomas associados à ansiedade e depressão;
  • Sedativos: costumam ser indicados a quem tem insônia como um dos principais sintomas, já que provocam sono, além de entorpecer os sentidos. Porém, esses medicamentos não são utilizados com frequência, já que podem causar dependência.

3. Dessensibilização sistemática

A dessensibilização sistemática é uma modalidade de tratamento psicológico, na qual o paciente supera seus medos de forma específica, expondo-se a eles, porém de forma gradual.

Um ponto importante a ser levantado sobre esse tipo de tratamento é que, nem sempre, ele é indicado, uma vez que o médico responsável precisa certificar-sede que o paciente tem capacidade física e psicológica para se expor aos seus medos, sem gerar o agravamento do caso.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário