Como Fazer Reeducação Alimentar

Reeducação Alimentar

Nos dias de hoje, tem sido muito comum ouvir falar sobre Reeducação Alimentar. As pessoas, de maneira geral,

estão mais preocupadas com o que se deve comer para ter uma vida saudável.

O grande segredo para perder peso e se manter da forma desejada, é se reeducando e tornando suas refeições nutritivas. E isso deve se tornar um hábito. Vamos conhecer então como funciona, verdadeiramente, e o que precisamos incluir nas nossas refeições e o que devemos evitar.

Se você já está cansado do seu corpo sofrendo com o clássico efeito sanfona e ter que sempre regular a sua alimentação a uma dieta maluca, você pode e deve emagrecer de uma forma saudável ao começar a reeducação alimentar. É preciso primeiro procurar um médico e ver qual o seu limite de reeducação e que pode interferir no seu bem estar.

O que é Reeducação Alimentar

É basicamente mudança de comportamento. Aprender a retirar hábitos alimentares que te fazem aumentar de peso e interferem na sua saúde de forma ruim. É então uma mudança de hábito de forma progressiva. Tenha em mente que ninguém muda radicalmente de um dia para o outro, é preciso paciência e persistência, fazer pequenas alterações ao poucos, até que se chegue ao “ideal”.

O mais comum é buscar o auxílio de um profissional da área, um nutricionista. Ele é quem vai te orientar sobre essa mudança de acordo com sua possibilidade, seu dia a dia e sua necessidade. Vai te direcionar para uma vida de alimentação saudável.

 

Para que mudar os hábitos

Assim como o objetivo das dietas, a reeducação alimentar também tem uma proposta final. E essa proposta pode ser por diversos motivos. O emagrecimento é o mais comum deles. Mas também existem aqueles que precisam ganhar peso e muitos outros que precisam melhorar a saúde como um todo, por problemas cardíacos, colesterol alto, diabetes, entre outros.

Mesmo que você esteja com o peso ideal e não apresente nenhuma doença, fazer uma Reeducação Alimentar é importante para manter bons hábitos nutricionais, se manter no peso ideal e o mais importante ainda, continuar com sua vida saudável.

Quando aliamos bons hábitos alimentares, uma boa rotina de sono e práticas regulares de atividade física, empurramos para bem longe uma série de doenças crônicas. Conseguimos preveni-las e controla-las mais facilmente.

Devemos ter a consciência de que nada está proibido, mas alimentos como refrigerantes e doces devem ser evitados ao máximo. Temos que conduzir nosso cérebro de maneira que ele entenda que, mesmo que aquilo seja muito prazeroso, deve ser consumido de forma reduzida. Na verdade, quando você se habitua com a alimentação saudável, sente bem menos vontade de comer alimentos menos nutritivos, e quando os come, consegue se controlar mais facilmente.

A Reeducação alimentar é algo muito pessoal. Nada é como uma “receita de bolo”. Cada um sente mais necessidade de alguma coisa. Cada um tem suas preferências. E por isso você deve montar seu cardápio e uma maneira que te agrade e que você consiga manter, que transforme isso num hábito prazeroso.

O perigo das dietas restritivas

Já foi comprovado que as dietas com muita restrição fazem o paciente perder o peso que deseja, mas logo em

Alimentos Bons e Ruins

seguida a propensão dele voltar a comer demais e de maneira errada é muito grande, já que ficou por um bom tempo sentindo muitas vontades. Ás vezes, essas dietas podem causar até mesmo compulsão alimentar, pois funcionam como um “ciclo vicioso”: você restringe muito a alimentação, para de comer várias coisas, alguns dias depois sente muita vontade de comer algo que “não pode”, então você come e acaba exagerando e se sente culpado, e então volta a fazer a restrição.

Um dos maiores problemas de se fazer as dietas restritivas é o famoso “efeito sanfona”, aquele que você emagrece, aí termina a dieta você volta a engordar, aí você inicia uma nova dieta, emagrece novamente. E assim acontece várias vezes. Esse efeito traz malefícios para o organismo. A cada ciclo desses, a dificuldade de se perder peso só aumenta, e ele vai se acumulando no fígado e te deixando com mais probabilidade de adquirir alguma doença.

O importante é educar seu cérebro e se alimentar com equilíbrio. Nas dietas restritivas esse aprendizado interno não acontece, e as mudanças são feitas só naquele período determinado.

 

Como obter uma vida saudável – Hábitos para quem quer mudar de vida

Vida Saudável

É normal de grande parte dos seres humanos só se atentarem que precisam mudar de vida quando se deparam com uma doença grave ou algo aconteça com sua saúde e que só pode ser resolvida quando se altera de vez seus hábitos de alimentação.

Mas o melhor mesmo é não deixar isso acontecer. Quanto antes iniciar essa reeducação, melhor e mais prazeroso será seu dia a dia. Você poderá evitar inúmeros problemas que teria se alimentando mal.

O que mais importa é ter a consciência de que essa não é uma tarefa fácil, o processo é lento e precisa ter persistência. Não espere iniciar hoje e enxergar resultados com 1 ou 2 meses. Esse tempo vai do metabolismo e do estilo de vida de cada um. Depende também da idade. Por isso quanto antes começar, melhor. Tenha certeza que só trará benefícios para sua vida.

Veja abaixo alguns exemplos simples:

Comece fazendo pequenas alterações. É viciado em refrigerante? Não espere largar esse vício de um dia para o outro. Se você toma 2 copos de refrigerante por dia, por exemplo, diminua para 1. Quando conseguir fazer isso, passe a tomar em dias alternados, depois, só aos finais de semana, e assim suscetivamente, até conseguir “se livrar” do vício. Isso vale para todos os alimentos não nutritivos como açúcar, farinhas brancas, produtos industrializados, frituras, bebidas alcoólicas e etc. Lembrando que você não precisa ficar sem consumir esses alimentos para sempre, mas irá diminuir o consumo e as quantidades e substituir por outros mais saudáveis.

Beba água. Um corpo hidratado de forma adequada, ajuda a liberar as substancias ruins à saúde. O recomendado é beber aproximadamente 2 litros de água por dia.

Consuma alimentos integrais. A substituição de alguns alimentos para integrais (como o arroz), te trará uma maior saciedade, além de muitos outros nutrientes importantes e ainda ajudará a regular seu intestino.

Transforme seu paladar. Passe a consumir diariamente mais quantidade de frutas, verduras e legumes e evite os alimentos industrializados. Quando parar de consumi-los, sentirá mais prazer em comer uma salada, uma sopa de legumes, frutas. Pegue dicas de como preparar esses alimentos de forma diferenciada e com temperinhos naturais, que ajudarão a trazer um sabor ainda mais agradável ao prato.

Faça uma atividade física regular. Se nunca praticou nenhuma, comece aos poucos. Escolha algo que te dê prazer e pratique duas vezes na semana. Depois aumente para 3, depois 4. E quando ver, sentirá a necessidade de “se mexer” todos os dias. As atividades física aliadas à Reeducação Alimentar te ajudará muito a ter ótima qualidade de vida.

 

Procure o equilíbrio!

É muito importante encontrar um equilíbrio. Não dá para ser tão rígido sempre. Saiba quando é importante dar uma fugidinha daquele cardápio programado e super saudável. Não deixe de comer, de vez em quando, aquele prato que te apetece e dá prazer. Esses hábitos diários como fazer reeducação alimentar podem ajudar o seu corpo rapidamente.

Ensine seus filhos, desde crianças, a manter uma alimentação rica em nutrientes, saudável e de qualidade. É na infância que conseguimos criar hábitos para toda vida mais facilmente. Seja o exemplo!

Incentive-os a se exercitarem. Atividade física também é um hábito. Leva-los ao parque, andar de bicicleta, brincar de correr, de pular corda, faz com que a vida deles seja bem mais ativa. A reeducação alimentar dia a dia é construída com mais facilidade e assim concretizada.

Sendo assim, a família toda estará colhendo bons frutos. Trazendo mais vida saudável para perto e deixando bem longe os problemas de saúde.

 


Este texto foi revisado pelo Profissional: Thais Karpowiski (conheça mais sobre ele(a) clicando no link)

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

1 Estrela2  Estrelas3  Estrelas4  Estrelas5  Estrelas (Ainda sem avaliações)
Loading...

Quem Leu Este Artigo também costuma ler:

2 Comentários

  1. como começar uma reeducação alimentar
  2. PATRICIA

Deixe um Comentário