Colesterol alto – sintomas físicos, o que comer para baixar? Dieta completa

Colesterol alto é quando o LDL (colesterol ruim) está alto, formando placas de gordura nas veias/artérias, impedindo o fluxo sanguíneo.

Colesterol alto é uma doença em que o LDL, também chamado por médicos como “colesterol ruim”, está elevado no organismo do paciente, colocando a sua saúde em risco.

Na prática, quando o colesterol ruim é alto, placas de gordura formam-se nas veias/artérias, impedindo o fluxo sanguíneo e aumentando, consideravelmente, o risco de doenças cardiovasculares.

colesterol alto

Daí a importância de conhecer os diferentes tipos de colesterol e sempre conferir seus níveis no organismo, para evitar AVC, infartos, dores no peito, entre os outros problemas.

Tipos de colesterol e taxas ideais no organismo

LDL – colesterol ruim

O LDL (Low Density Lipoprotein) tem a capacidade de acumular-se nas veias, levando ao surgimento de doenças cardíacas e vasculares. Para que o colesterol ruim não seja um problema, o recomendado é que ele seja menor do que 130 mg/dl no organismo.

HDL – colesterol bom

O HDL (High Density Lipoprotein) é o único colesterol que pode estar alto no organismo, acima de 40 mg/dl. Trata-se de um tipo bom, capaz de retirar o LDL de veias e artérias, promovendo uma limpeza natural e minimizando a possibilidade de desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

VLDL

O VLDL (Very Low Density Lipoprotein) também não é saudável para o organismo, apresentando os mesmos riscos do LDL. Especialistas recomendam que o VLDL seja mantido abaixo de 30 mg/dl no organismo.

Causas do colesterol alto

  1. Consumo excessivo de produtos industrializados, ricos em gordura e carboidratos;
  2. Ingestão de álcool;
  3. Sedentarismo;
  4. Tabagismo;
  5. Fatores genéticos (quando o organismo não consegue produzir o HDL. Esta causa costuma ter menor incidência).

colesterol ruim

Colesterol alto é hereditário?

Em apenas um caso o colesterol alto pode ser considerado um problema hereditário, quando o paciente apresenta uma deficiência na produção do HDL pelo fígado, o que ocorre devido a uma mutação genética.

Sintomas do colesterol alto

Curiosamente, o colesterol alto é uma condição assintomática, isto é, não gera sintomas. Muitas vezes, o paciente só sabe que está com o LDL elevado quando apresenta um problema cardíaco.

Mesmo que o colesterol alto não gere sintomas, existem algumas características que fazem com que o médico suspeite que seu paciente possa ter LDL em taxas elevadas, tais como:

  1. Estar fora do peso considerado saudável;
  2. Acúmulo de gordura na região abdominal;
  3. Sedentarismo;
  4. Má alimentação regular;
  5. Tabagismo e alcoolismo.

Diagnóstico de colesterol alto

O diagnóstico da doença é realizado por meio de exames de sangue, voltados, especialmente, para a análise dos índices de colesterol no organismo do paciente. Inclusive, esses testes são feitos em laboratórios de análise.

Há cura para colesterol alto?

A doença pode ser eliminada, caso o paciente adote fielmente o tratamento indicado pelo médico, até que o nível do colesterol seja normalizado e mantenha-se equilibrado durante toda a sua vida.

Tratamento para colesterol alto

De modo geral, o tratamento para o colesterol alto consiste em três medidas:

  1. Prática regular de exercícios: o ideal é que cada paciente siga um plano de atividades físicas, indicado por um especialista. Converse com um profissional na academia, para ter uma orientação sobre o que fazer;
  2. Dieta específica para pessoas com colesterol alto: trata-se de uma reeducação alimentar em que se evita ovos, frutos do mar, alimentos ricos em gordura, açúcar e industrializados;
  3. Medicamentos: nem sempre, o médico indica o uso de remédios, somente o faz quando há risco alto do paciente apresentar doenças cardiovasculares em um menor período.

Remédios para colesterol alto

Especialistas tendem a indicar dois tipos de medicamentos para colesterol alto. Um deles é a estatina, que atua na redução da produção do colesterol ruim pelo fígado.

Outro remédio receitado ao paciente é o que trabalha, especificamente, na redução do nível de LDL no sangue, promovendo o aumento natural do colesterol bom, que consegue eliminar o excesso de gordura do organismo com mais eficácia.

O que comer para baixar o colesterol

  1. Massas integrais, pois possuem maior quantidade de fibras, grande aliadas ao tratamento da doença;
  2. Grãos, como lentilhas, quinoa e feijão, que, também, são ricos em fibras;
  3. Frutas oleaginosas, como a amêndoa, a castanha e o pistache;
  4. Peixes, especialmente o atum, a sardinha e o salmão, que possuem ômega 3, bom para tratar colesterol alto.

alimentos para combater o colesterol ruim

Sugestão de dieta para o colesterol alto

  1. Café da manhã: 1 copo de leite enriquecido com ômega 3, 1 pão integral e geleia;
  2. Lanche da manhã: 1 copo de suco natural;
  3. Almoço: macarrão integral, molho de tomate e peixe grelhado;
  4. Lanche da tarde: 1 iogurte desnatado com aveia e amêndoas;
  5. Janta: espinafre refogado, salada de quinoa e frango cozido (sem pele e preparado com pouca gordura).

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário