Chá de tanchagem – Para que serve? Benefícios e Sugestões para Consumo

Há algum tempo, o hábito de tomar o chá de tanchagem caiu no gosto dos brasileiros. Essa plantinha de formato curioso é repleta de propriedades medicinais. Verá, aqui, um pouco mais sobre ela, seus benefícios e sugestões de consumo.

A tanchagem tem aparência bem atípica: folha ovaladas, espessas, com um talo (espiga) entre elas, lembrando uma flor. Essa é a descrição para Plantago major, principal espécie de tanchagem.

Esse vegetal tem ocorrência na África, Ásia e Europa. Porém, em muitos países, o cultivo foi bem aceito, o que ajudou a popularizá-lo. O chá de tanchagem é, certamente, a forma de utilização mais conhecida e destinada ao tratamento e à cura de muito males. Vejamos, a seguir, alguns desses.

Para que serve o chá de tanchagem?

Todas as partes da planta são aproveitadas (folhas, sementes, raízes, espigas cilíndricas e frutos capsulares), cada uma com propriedades específicas, como:

  • Adstringente;
  • Cicatrizante;
  • Diurética;
  • Expectorante;
  • Analgésica;
  • Digestiva;
  • Anti-inflamatória;
  • Desintoxicante.

Essas propriedades só são absorvidas de exemplares verdadeiros da tanchagem. Se não consegue distinguir a planta, procura comprar a erva em casas sérias de produtos naturais.

Outra dica para o consumo do chá de tanchagem é optar por versões mais leves, utilizando folhas mais frescas. Em contrapartida, as mais amadurecidas oferecem mais nutrientes.

Quais são os benefícios do chá de tanchagem?

Como vimos, são muitas as propriedades proporcionadas pela planta tanchagem, sendo que o consumo periódico de seu chá garantirá os seguintes benefícios:

  • Combate à acne – a função adstringente do chá de tanchagem ajuda a combater espinhas e cravos. Basta mergulhar o algodão na porção e massageá-lo no rosto. Deixe agir por alguns minutos, depois retire com água;
  • Tratamento de afta e garganta inflamada – fazer bochechos e gargarejos com o chá é uma excelente forma de curar esses incômodos que afetam muitas pessoas, graças à ação bactericida e anti-inflamatória da planta;
  • Prevenção de retenção de líquidos – esse é um problema que atrapalha muitas pessoas em processo de emagrecimento, no entanto, o chá é diurético, minimizando os líquidos que trazem o inchaço abdominal;
  • Tratamento de gripes e tosses – a ação expectorante do chá de tanchagem é bastante procurada por pessoas que estão com aquela tosse interminável, ou com nariz entupido. A planta elimina o catarro preso, além de que alguns especialistas têm a apontado como eficaz no tratamento da bronquite, pois consegue combater a inflamação nos brônquios;
  • Cicatrização de feridas – a folha do vegetal pode ser usada diretamente na pele. Depois de amassadas, são colocadas em arranhões e cortes, o que potencializa a cicatrização.

Pessoas que têm alguma doença crônica sempre devem conversar com um médico, antes de fazerem uso de substâncias, mesmo que naturais – como é o caso da tanchagem. A mesma orientação serve para grávidas ou lactantes.

O consumo do chá de tanchagem provoca leves efeitos colaterais, sendo os mais comuns: vontade de dormir e perda rápida de líquidos – o que pode levar a uma desidratação e a incômodos digestivos (cólicas). Por isso, quem tem prisão de ventre não deve fazer uso do chá.

Sugestões para consumo

Preparar o chá de tanchagem é bem simples (é importante lembrar da recomendação lá de cima, sobre a tipagem das folhas), separamos algumas dicas, aqui, para consumi-lo.

A receita básica pede, para cada litro de água, 20 gramas de folhas. Separe a água em uma panela e leve-a ao fogo. Depois da fervura, acrescente a tanchagem e deixe por 3 minutos. Desligue, coe e espere amornar para consumo.

Para quem gosta de tomar o chá gelado, essa receita pode ser guarda na geladeira por 2 semanas, em uma garrafa de vidro.

Para alguns dos tratamentos mencionados anteriormente, existe uma forma de consumo específica, veja:

  • Aftas – bochechar até 3 colheres de sopa do chá, durante 4 vezes ao dia;
  • Problemas digestivos – até 2 copos de chá diário;
  • Para tratar gripes – tomar 3 xícaras de chá de tanchagem até os sintomas se aliviarem;
  • Como diurético – tomar 2 xícaras de chá.

O mel é o melhor acompanhamento para ingerir essa infusão. As compressas com as folhas amassadas são recomendadas para a cicatrização de feridas e, em alguns casos, de picadas de inseto. Porém, nunca deixe de procurar socorro médico, se um animal peçonhento desferir uma picada.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

1 Estrela2  Estrelas3  Estrelas4  Estrelas5  Estrelas (Ainda sem avaliações)
Loading...

Quem Leu Este Artigo também costuma ler:

Deixe um Comentário