Chá de canela – É abortivo? Faz a menstruação descer? Benefícios

O chá de canela (Cinnamomum zeylanicum) é tido pela cultura popular como um santo remédio para fazer a menstruação descer e estimular o aborto natural nas primeiras semanas de gestação. No entanto, o uso do chá vai muito além das utilidades para o corpo feminino, podendo ser usado, também, para emagrecer e aliviar cólicas intestinais.

Chá de canela aborta?

Cientificamente falando, não há nada que comprove o potencial abortivo da especiaria. O que se sabe é que o chá de canela estimula a liberação do endométrio – estrutura naturalmente expelida durante a menstruação, quando o óvulo não é fecundado.

Desse modo, tomar grandes quantidades de chá de canela pode fazer com que a parede do útero descame, mesmo fora do ciclo menstrual. Assim, se o óvulo já estiver fecundado, pode ser eliminado junto aos pedaços do útero que se soltaram.

Conforme demonstra um estudo publicado na Revista Brasileira de Farmacologia¹, apesar de não se saber todos os possíveis efeitos do chá de canela entre as gestantes, já é comprovado que o uso excessivo da especiaria é perigoso entre as futuras mamães. Afinal, ao invés de obterem um aborto espontâneo, as mulheres poderão desencadear pequenas hemorragias internas, que mais colocam em risco a saúde da mãe do que a do bebê.

chá de canela benefícios

Faz a menstruação descer?

Como já foi constatado cientificamente que o consumo de canela estimula a descamação uterina, é verdade o conhecimento popular de que esse chá faz a menstruação descer. No entanto, ele é capaz de adiantar o ciclo somente em um ou dois dias.

A receita também é útil para quem quer fazer a menstruação terminar mais cedo, uma vez que aumenta o fluxo sanguíneo, fazendo com que o útero fique limpo mais rapidamente.

Como fazer – Receita

De acordo com recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, o método correto para adquirir os benefícios da canela é por meio da decocção. Veja, abaixo, como fazer:

Ingredientes

  • 2 xícaras de canela em pau;
  • 2 xícaras de água.

Modo de preparo

  1. Coloque um pau de canela em uma panela com água e deixe ferver por 5 minutos;
  2. Espere amornar;
  3. Retire a canela;
  4. Adoce a gosto;
  5. Tome ainda morno.

Não é recomendado fazer o chá com canela em pó porque ela pode ficar facilmente retida na goela e no esôfago, provocando dores e engasgue.

Se a intenção é fazer a menstruação descer, saiba que usar a canela em outras receitas também é eficiente. Portanto, não se importe em abusar dos bolos com a especiaria, ou em iogurtes, no café, na granola, entre outros.

chá de canela como fazer

Alivia a cólica menstrual?

Há quem diga que tomar chá de canela alivia as cólicas menstruais. Isso pode acontecer porque a maior parte das cólicas são ocasionadas por retenção do sangue no útero, assim, ao estimular a descamação uterina, o fluxo de sangue aumenta e as cólicas somem.

Contudo, tomar o chá em grandes quantidades pode causar o efeito reverso, uma vez que faz com que o útero contraia, gerando dores agudas, como pontadas.

Os 9 (outros) benefícios do chá de canela

O chá possui muitas outras funções, para além das necessidades femininas. Abaixo, seguem os demais benefícios proporcionados pelas propriedades da canela:

  • Auxilia no emagrecimento, por ser um potente termogênico;
  • Ajuda na digestão, por regularizar a função intestinal;
  • Diminui a ação microbiana, devido à sua função anti-inflamatória;
  • Aumenta a libido, por ser um afrodisíaco natural;
  • Regula a pressão arterial, por melhorar a circulação sanguínea;
  • Controla a diabetes, porque regulariza o nível de açúcar no sangue;
  • Nivela o colesterol, pela presença de antioxidantes;
  • Dá sensação de saciedade, por conter bastante fibras;
  • Reduz o acúmulo de gordura, porque diminui a sensibilidade na ação da insulina.

[VEJA TAMBÉM: os 5 melhores chás para emagrecer]

Os benefícios ainda podem variar de acordo com o tipo de canela utilizada. O chá de canela de velho, por exemplo, tem propriedades exclusivas no tratamento das dores articulares.


Referências utilizadas neste conteúdo:

REVISTA BRASILEIRA DE FARMACOLOGIA. Uso de plantas medicinais na gravidez. 2001. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbfar/v11n1/a04v11n1.pdf

UNIVERSIDADE NACIONAL JORGE BASADRE GROHMAN. Atividad antimicótica "in vitro" del aceite esencial cinnamomun zeylanicum Breyn "canela" frente a Cándida albinans. Disponível em:  http://200.37.105.196:8080/bitstream

AGENCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Farmacopeia Brasileira. 2016. Disponível em: http://portal.anvisa.gov.br/documents/


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe um Comentário