Cereja – Benefícios, Tabela nutricional, Como consumir

Acredita-se que as cerejas são consumidas pelos seres humanos desde a idade das pedras, e que são nativas do hemisfério Norte, preferindo climas frios para se reproduzir.

Estas frutas pequenas, redondinhas e de um vermelho intenso são comuns em países asiáticos, europeus e nos Estados Unidos, para onde foram trazidas por volta dos anos 1600 pelos colonizadores.

Elas pertencem à família dos pêssegos e das nectarinas, e há duas variedades diferentes: uma doce, que é consumida in natura, e uma azeda, que geralmente é usada para cozinhar. Além disso, cada variedade possui características nutricionais distintas.

Cereja

Benefícios da cereja

A cereja é uma boa fonte de vitaminas, minerais e fibras, além de contar com alta concentração de antioxidantes. Muitas espécies de cerejas também são usadas como ornamentos e sua madeira pode ser empregada na fabricação de móveis.

Confira, abaixo, quais são os benefícios das cerejas para a saúde humana.

São anti-inflamatórias naturais

As cerejas são ricas em antioxidantes que possuem efeitos anti-inflamatórios. Dentre eles, estão as antocianinas e cianidinas, benéficas para combater artrite e a fibromialgia, diminuindo a dor.

Fortalecem o sistema imunológico

A alta concentração de vitamina C melhora a imunidade do organismo. No entanto, é importante lembrar que as cerejas azedas têm menos calorias e mais vitamina C que as cerejas doces. Portanto, opte pelas azedas se quiser obter este benefício especificamente.

Combatem o envelhecimento

A presença de antioxidante fenólicos como luteína, zeaxantina e betacaroteno auxilia no combate ao envelhecimento celular, contendo a ação dos radicais livres.

Controlam a pressão

Estas frutas ajudam a reduzir a pressão arterial, devido à alta taxa de concentração de polifenol, um antioxidante natural que possui propriedades anti-inflamatórias.

Auxiliam na recuperação muscular

Há diversos estudos que mostram os efeitos benéficos da cereja quando consumida antes da prática de exercícios intensos, como a corrida, ou após a atividade. Ela atua na recuperação muscular, diminuindo as dores.

Melhoram a qualidade do sono

Pessoas com sono turbulento ou insônia, podem se beneficiar com o consumo de cerejas. Isto porque elas contêm altas concentrações de fitoquímicos, como a melatonina, que controla o ciclo do sono.

[LEIA TAMBÉM: APRENDA, AQUI, SOBRE AS PROPRIEDADES MEDICINAIS DA CEREJA!]

Cereja

Tabela nutricional da cereja

Confira a tabela nutricional para uma porção de 100 gramas de cereja:

Como consumir?

Não há um consenso sobre a quantidade ideal de cerejas a serem consumidas diariamente para se obter seus benefícios. Mas, a porção varia perto de uma mão parcialmente cheia.

Também, até o momento, não há contraindicações sobre o consumo desta fruta.

Procure consumir as cerejas in natura e não em conservas ou compostas, pois estas possuem alta quantidade de açúcar. O consumo pode ser cru, sozinha como um snack ou acompanhada de outras frutas. Outra opção é adicioná-la em receitas, como uma calda ou de forma decorativa.

Além disso, há cerejas secas disponíveis no mercado. Elas podem ser adicionadas a granolas ou misturadas a sementes e castanhas.

Pessoas que desejam obter os benefícios contra artrite devem consumir o suco de cereja duas vezes por dia, no período de três semanas, resultando em aparente melhora na inflamação.

Cereja

 

Apesar de os brasileiros não terem o costume de comer a cereja in natura, vale a pena consumi-la dessa forma para obter os seus benefícios. Normalmente, a encontramos com mais facilidade no fim de ano, já que ela é bastante comum nas ceias de Natal e Ano Novo. Fique de olho e aprecie essa pequena delícia!


Este texto foi revisado pelo Profissional: Thais Karpowiski (conheça mais sobre ele(a) clicando no link)

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário