Caqui – Benefícios, Tabela Nutricional, Consumo e Indicações

Você sabe quais os benefícios do caqui para a saúde? Confira, aqui no Quero Viver Bem, informações completas sobre essa fruta tão rica!

Caqui é uma fruta originária da China e popularizada no Brasil por imigrantes japoneses. De aparência similar ao tomate, é rico em vitaminas e minerais. Existem cinco variedades da fruta que, atualmente, são as mais produzidas no Brasil, e sua safra ocorre, dependendo da variedade, entre os meses de fevereiro e junho.

Vejamos alguns dos benefícios que esta fruta pode trazer:

Principais benefícios

Caqui

Ajuda a emagrecer

O caqui é uma fruta rica em fibras, por isso pode ser um aliado na perda de peso. O consumo da fruta aumenta a sensação de saciedade, ajudando no controle do apetite. Um caqui com 100 gramas tem, em média, 70 calorias. 

Hidrata

O caqui possui boa quantidade de água, já que é constituído de, aproximadamente, 70% de líquido. Seu consumo antes de praticar atividade física pode ser uma boa pedida, pois, além de hidratar, também fornece energia para o treino.

Aumenta a imunidade

Por ser rico em vitamina C, o caqui reforça o sistema imunológico, ajudando a combater infecções, gripes e resfriados. Também, é rico em licopeno, que, além de ser anti-inflamatório, também é uma substância anticancerígena.

Auxilia o sistema digestivo

As fibras encontradas na fruta também ajudam no processo digestivo e no funcionamento do intestino, previnem infecções e prisão de ventre e regulam as funções do organismo.

Retarda o envelhecimento da pele

Os antioxidantes e fitonutrientes presentes na fruta combatem os radicais livres que, além de provocarem o envelhecimento precoce, causam danos às células.

Combate a anemia

A vitamina C ajuda na absorção do ferro pelo organismo, um mineral essencial na produção de glóbulos vermelhos.

Contribui com a saúde do coração

O potássio encontrado na fruta expande os vasos sanguíneos e ajuda a relaxar os músculos, contribuindo para o controle da pressão arterial.

Tem efeito diurético

Para quem sofre com retenção de líquido, o caqui também é uma ótima opção, pois tem efeito diurético, ou seja, estimula a urina, sem provocar a perda de potássio.

É bom para os olhos

Os carotenoides e as vitaminas encontrados na fruta ajudam a combater a degeneração ocular, previnem a catarata e os danos na retina e melhoram a visão, mantendo-a saudável.

Tem efeito detox

A fruta possui ação desintoxicante, ajudando a eliminar impurezas do organismo e deixando-o mais saudável, facilitando, assim, a absorção de nutrientes.

 

Caqui3

Tabela nutricional

Um porção de 100 gramas da fruta possui, em média:

Variedade

O caqui é uma fruta com inúmeras variedades. No Brasil, existem cinco variedades principais:

  • Taubaté: coloração avermelhada e polpa mole;
  • Rama-forte: coloração avermelhada e polpa de consistência mole e gelatinosa;
  • Fuyo: coloração alaranjada e consistência firme;
  • Kioto: de coloração alaranjada, consistência firme e crocante;
  • Guiombo: coloração alaranjada e consistência firme e crocante.

Os tipos fuyo e kioto são caquis doces, o taubaté é taninoso (sensação de boca amarrada), enquanto os outros são variáveis. Na hora de adquirir, escolha caquis maduros, de cor alaranjada ou vermelho-alaranjado. Evite unidades com rachaduras, machucados ou amassados. É recomendável guardá-lo na geladeira por, no máximo, cinco dias.

Como consumir

Para não perder suas qualidades nutritivas, o caqui deve ser consumido ao natural, mas pode ser usado, também, na preparação de doces, sucos, smoothies e salada de frutas. A única recomendação é que deve ser lavado (delicadamente) na hora do consumo, pois é uma fruta que azeda com facilidade.

Cuidados

Apesar de todos os benefícios do caqui, é preciso ter moderação. O consumo da fruta não é recomendada para diabéticos, pois tem uma quantidade grande de frutose, o açúcar das frutas. Também, algumas pessoas podem apresentar quadros de diarreia, tontura e vômitos ao consumir a fruta em excesso.

Não é recomendada, ainda, para grávidas pois, embora não haja comprovação científica, existem casos em que a fruta foi apontada como possível abortivo.

 

Se aliado a uma alimentação adequada e a prática de atividades físicas, o caqui é uma fruta que irá auxiliar no bom funcionamento do organismo. Quando estiver “na época”, vale a pena consumi-lo e aproveitar seus benefícios – e seu delicioso sabor!


Este texto foi revisado pelo Profissional: Thais Karpowiski (conheça mais sobre ele(a) clicando no link)

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário