Quais São As Causas do Bruxismo? Sintomas, Cuidados e Tratamento

Leia aqui informações completas sobre o que é o bruxismo, quais são as principais causas desta doença, cuidados necessários e sintomas mais comuns.

Sendo uma doença que atinge mais de 30 milhões de pessoas no mundo, segundo dados da OMS, o bruxismo (ou briquismo) é o ato de apertar ou ranger os dentes – seja voluntariamente ou involuntariamente -, principalmente na hora de dormir.

Essa doença, quando não tratada, pode destruir os dentes e causar problemas mais graves. Por isso, leia, aqui, informações completas sobre essa condição.

O Que É O Bruxismo?

Quais São As Causas do Bruxismo? Sintomas, Cuidados e Tratamento

O problema é classificado como uma desordem funcional, na qual acontece o ranger ou a pressão nos dentes, maioria das vezes, durante o período noturno, porém há casos em que poça ser diurna também.

Quais as causas?

Não há uma causa definida, porém o bruxismo está facilmente relacionado a:

  • Estresse e/ou ansiedade em excesso;
  • Alinhamento fora do padrão dos dentes – inferiores ou superiores;
  • Problemas de sono, como apneia ou ronco;
  • Dores de ouvido ou de dente;
  • Tensão;
  • Refluxo estomacal;
  • Efeito colateral de alguns medicamentos, como Fluoxetina, Venlafaxina ou Paroxetina;
  • Complicações de outras doenças, como mal de Parkinson ou doença de Huntington.

O uso de cigarro, álcool, cafeína e outras drogas também pode aumentar as chances do bruxismo, por isso, fique atento para caso você possua estes hábitos.

Sintomas comuns

Quais São As Causas do Bruxismo? Sintomas, Cuidados e Tratamento

Geralmente, o bruxismo não é diagnosticado pela pessoa que sofre com a condição, mas sim por quem convive com ela e escuta o barulho dos dentes sendo pressionados constantemente.

Os principais sintomas costumam ser:

  • Dentes rangendo em tom super alto;
  • Dentes desgastados, fraturados, lascados e, em alguns casos, soltos;
  • Esmalte dental danificado, mostrando as camadas mais profundas dos dentes;
  • Sensibilidade da arcada dentária;
  • Dores na mandíbula ou face – há casos em que é o problema é confundido com dores de ouvido;
  • Dores de cabeça;
  • Problemas de recuo lingual;
  • Cansaço ao acordar.

Também, é possível diagnosticar, nos casos mais avançados, problemas alimentares, depressão, excesso de calor ou frio nos dentes, além de insônia.

O diagnóstica da doença não costuma ser muito complicado, bastando a observação clínica para a conclusão de um resultado, porém há casos em que uma polissonografia – exame que avalia o sono – é necessária.

Tratamentos indicados

O tratamento do bruxismo visa diminuir as dores causados e o desgaste dentário, usando placas interoclusais, feitas de silicone e sob medida, que protegem o choque entre os dentes durante o período da noite, principalmente.

Também, é indicado o uso de relaxantes musculares para a redução do estresse e da ansiedade, além de que, em casos mais avançados, é necessário o acompanhamento psiquiátrico.

Certas situações implica a correção da mordida, seja por meio de cirurgia ou pelo uso de aparelho ortodônticos. Se você sofre com essa doença, o uso de compressa quente na região ou a terapia facial também são indicados para diminuir a tensão no local.

Caso a doença seja causada por tensão psicológica, geralmente, a prática de exercícios físicos é indicada, diminuindo, assim, o problema.

O controle do bruxismo deve ser diário, sendo muito mais fácil do que o noturno, já que basta ter foco e prestar atenção ao hábito de forçar a região, usando os métodos citados acima.

Se você desconfia que possui a doença, vá a um dentista o quanto antes, pois somente ele poderá avaliar a área afetada e averiguar quais são as causas, os estragos e o tratamento.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário