Quais os benefícios dos peixes para a saúde? Veja aqui

Veja aqui quais são os principais benefícios dos peixes para sua saúde, como consumir corretamente, quais suas propriedades e muito mais.

Os peixes são perfeitos para fazer pratos saborosos e nutritivos. Também pudera: esse alimento é rico em vitaminas, minerais e gorduras boas para o organismo, ajudando a manter a saúde em dia.

Mas, quais seriam, pontualmente, os benefícios que o peixe oferece, suas principais propriedades e maneira ideal de consumo? Veja, aqui, essas informações e insira esse poderoso alimento em suas refeições.

Para que serve o peixe

Quais os benefícios dos peixes para a saúde? Veja aqui

Ele é uma fonte de proteína e ômega 3, principalmente. Tais nutrientes são importantes para garantir boa musculatura ao corpo, bem como para evitar doenças cardiovasculares, respectivamente.

O alimento ainda promove o fortalecimento do sistema imunológico, previne doenças degenerativas e combate inflamações e seus sintomas, oferecendo uma melhor qualidade de vida. Os peixes, inclusive, podem ser adotados na dieta regular.

Benefícios do peixe

O peixe é um alimento rico em nutrientes, o que faz com que seu consumo periódico ofereça benefícios especiais ao organismo. Ao adotá-lo nas refeições principais, é possível conquistar:

1. Suporte na ingestão adequada de proteínas

O peixe é fonte de proteína, sendo capaz de substituir a tradicional carne vermelha e o frango, por exemplo. Esse nutriente ajudará a formar e manter a massa muscular, além de melhorar a qualidade da pele e do cabelo.

2. Prevenção de doenças vasculares e cardíacas

Ele é famoso por ter uma alta quantidade de ômega 3, principalmente os de água salgada (sardinha, atum e salmão). Esse nutriente reduz a quantidade de colesterol ruim no organismo, o que é essencial para evitar doenças cardiovasculares, como infarto e AVC.

3. Melhora do desempenho cerebral

A presença do ômega 3 no peixe faz com que esse alimento ajude a evitar a perda de massa cinzenta cerebral e fornece estrutura aos neurônios, prevenindo o desenvolvimento de doenças degenerativas, além de melhorar o desempenho do cérebro e da memória. Este nutriente ajuda também a “relaxar” o sistema nervoso, evitando o stress.  Outra função importante do ômega 3 no cérebro é a prevenção de convulsões.

4. Ação anti-inflamatória

Mais uma vez, o ômega 3 exerce papel fundamental na saúde: suas propriedades anti-inflamatórias ajudam a aliviar doenças como a artrite e demais inflamações nas articulações, reduzindo, consideravelmente, a dor e demais sintomas.

5. Consumo de vitamina D

A deficiência em vitamina D é bastante comum. Isso ocorre porque esta vitamina é sintetizada pela luz solar, ou seja, em lugares em que o sol não aparece com frequência ou pessoas que ficam muito tempo em locais fechados estão mais suscetíveis a ter essa deficiência. Mas, para obter um nível sanguíneo considerado ideal desta vitamina, é importante consumi-lá na dieta também. Que tal melhorar o aporte de vitamina D no organismo comendo peixe? Tal alimento é rico nesse nutriente, principalmente atum, cavala, tainha, sardinha, bagre, salmão e cação.

Mas, qual a importância da vitamina D? Simples: ela atua como um hormônio esteroide e auxilia na saúde de osso e dentes e na prevenção de osteoporose, pois auxilia na absorção de cálcio pelo organismo.

6. Reforço do sistema imunológico

O ômega 3 do peixe fortalece o sistema imunológico, o que faz com que o corpo combata doenças preexistentes e ganhe um reforço extra, tornando-se mais forte e resistente a doenças simples, como infecções e gripes.

Propriedades do peixe

Quais os benefícios dos peixes para a saúde? Veja aqui

As propriedades variam, de acordo com o tipo de peixe, se salmão, atum, sardinha, pescada, porquinho, entre outros. Considerando uma porção de 100 gramas crua da versão pescada branca, que é uma das mais consumidas, tem-se os seguintes nutrientes:

  • Calorias – 128kcal;
  • Proteínas – 20g;
  • Cálcio – 15,7mg;
  • Magnésio – 19,2mg;
  • Fósforo – 136mg;
  • Ferro – 0,2mg;
  • Potássio – 262mg;
  • Zinco – 0,3mg;
  • Niacina – 0,6mg;
  • Sódio – 76,2mg.

Peixe emagrece?

Se consumido na quantidade certa e aliado a uma alimentação equilibrada, o peixe pode ser uma excelente opção de fonte de proteína para a dieta, porque possui diversos nutrientes essenciais ao bom funcionamento do organismo,sobretudo em comparação à carne vermelha.

No entanto, é preciso atentar a um fato: se o intuito for emagrecer, o melhor é prepara-lo com pouca gordura. Se decidir fritá-lo, por exemplo, as calorias triplicam e ele deixa de ser um ótimo coadjuvante no processo de emagrecimento, podendo levar ao ganho de peso.

Como consumir peixe

Sempre dê preferência para a versão mais saudável de preparo, ou seja, crua (como no sushi ou ceviche), grelhada ou cozida. Se for comprar, opte pelo peixe fresco, não congelado, assim ele não perde suas propriedades. Outro cuidado que se deve ter é com a preparação crua, que, se não houver a adequada higienização, pode ser contaminada.  O peixe frito deve ser evitado, porque possui muita caloria e gordura.

Para aproveitar os benefícios do alimento, é interessante consumi-lo duas vezes por semana, pelo menos, para consumir todos os nutrientes necessários e manter o organismo em ordem.


Este texto foi revisado pelo Profissional: Thais Karpowiski (conheça mais sobre ele(a) clicando no link)

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário