Benefícios do Inhame – 10 motivos para começar a consumir!

O inhame (Dioscorea spp.) é um tubérculo muito comum e bastante utilizado no Brasil, além de ser a base da alimentação de cerca de 100 milhões de pessoas no mundo, por ser um carboidrato e de fácil cultivo, já que é uma planta resistente a doenças e a diferentes climas.

Há diversas variedades desta planta distribuídas globalmente, mas acredita-se que sua origem é africana. Alguns dizem que, na América do Sul, foram os portugueses e espanhóis que trouxeram alguns exemplares, enquanto outros afirmam que os índios já cultivavam esta planta quando colonizados pelos europeus.

Não há dúvida, no entanto, que ela é muito consumida na região norte e nordeste do Brasil. Confira, abaixo, os benefícios do consumo para a saúde humana, só aqui no Quero Viver Bem!

Inhame

Auxilia no emagrecimento

O inhame é rico em carboidrato, nutriente essencial para dar energia ao organismo. No entanto, por possuir carboidrato complexo, ele é ideal para quem quer perder ou manter o peso, já que é digerido mais devagar e não é transformado rapidamente em açúcar (glicose).

Além disso, possui pouco gordura em sua composição e baixo teor calórico.

Faz bem aos ossos

Este alimento também é rico em cálcio e fósforo, nutrientes essenciais para a estruturação do esqueleto e a prevenção doenças, como a osteoporose e a artrite. Portanto, é ideal para pessoas idosas.

Previne o câncer

O inhame possui alto teor de vitamina C, um antioxidante que auxilia na prevenção do estresse oxidativo, que pode provocar alguns tipos de câncer, como de estomago e esôfago.

Além disso, a vitamina C é um precursor da vitamina E, outro composto antioxidante. Além disso, auxilia no tratamento de pessoas com câncer, pois melhora o sistema imunológico.

Faz bem ao coração

A vitamina B6 também está altamente presente no inhame. Ela é um nutriente que quebra a homocisteína, um aminoácido que pode prejudicar a saúde dos vasos sanguíneos pelo acúmulo na parede dos vasos.

Pessoas que tiveram ataques cardíacos possuíam altas concentrações desse aminoácido. Portanto, a ingestão de B6 é fundamental para evitar o acúmulo de homocisteína no organismo, diminuindo as chances de contração de doenças cardíacas.

Inhame

É amigo das mulheres

O inhame possui uma substância chamada diosgenina, que é produtora de hormônios, como o DHEA (desidroepiandrosterona). Esse hormônio é precursor da síntese de vários outros hormônios, como progesterona, testosterona e estrogênio, que amenizam os sintomas da TPM e menopausa.

Fortalece o sistema imunológico

Como já mencionamos, o inhame também conta com vitamina C e outras vitaminas, além do zinco. Esses nutrientes contribuem para o fortalecimento do sistema imunológico, combatendo cansaço, gripe e outras infecções.

Por isso, seu consumo é fortemente indicado para pessoas com doenças graves.

Contribui como fonte de fibra

Este alimento também tem alto teor de fibra em sua composição, o que promove a saciedade, auxiliando na perda de peso. Além disso, ajuda no bom funcionamento do intestino e na prevenção de doenças do sistema digestivo.

Conta com uma fonte de vitaminas do complexo B

A raiz é rica em vitaminas do complexo B, principalmente B5, que fortalece o sistema imunológico; B12, que evita o aparecimento da doença de Alzheimer; e B1, essencial para o desenvolvimento de crianças.

Portanto, seu consumo é altamente recomendado para crianças e idosos.

Colabora com a alimentação de celíacos

O inhame não possui glúten, uma proteína presente em vários grãos que consumimos na forma de farinha, principalmente. Assim, a farinha de inhame pode ser uma alternativa para pessoas celíacas, já que também tem alto valor nutritivo e energético.

 Previne e trata a anemia

Por possuir alta concentração de ferro, o inhame é bastante recomendado para o tratamento de anemia. Pessoas vegetarianas e veganas, que não consomem produtos de origem animal, e podem possuir deficiência na ingestão de ferro, também se beneficiam com este alimento.

Inhame

Como consumir inhame?

Este vegetal tem gosto amargo, se consumido cru. Portanto, o ideal é ingerir o inhame cozido, sem a casca. Mas, não se deve exagerar no cozimento, para que o alimento não perca seus nutrientes.

Ele pode ser utilizado em sopas, pães, bolos, panquecas e patês. Além disso, pode ser consumido na forma de sucos e shakes.

Gostou do conteúdo? Então, confira, também, Suco de Inhame – Benefícios, Como consumir e Receitas!


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário