Auriculoterapia – O que é? Para que serve? Indicações e Contraindicações

Você já ouviu falar na auriculoterapia? Este é um procedimento médico natural que tratar doenças do corpo todo. Entenda como ele funciona, só aqui no QVB!

A auriculoterapia é uma técnica terapêutica, muito semelhante à acupuntura, que pode auxiliar no tratamento de centenas de problemas de saúde, uma vez que, segundo os seus defensores, é capaz de agir sobre todos os órgãos do corpo humano, por meio da simples estimulação de determinados pontos da parte exterior do ouvido.

Ficou interessado e pensa que a auriculoterapia pode te ajudar? Descubra tudo sobre ela neste artigo que preparamos para você!

O que é e para que serve a auriculoterapia?

Auriculoterapia

A auriculoterapia é uma forma de terapia natural, que faz parte da Medicina Tradicional Chinesa, e consiste na estimulação de determinados pontos do chamado pavilhão auricular, isto é, da parte visível e exterior da orelha, cuja função é captar e canalizar o som.

A estimulação desses pontos, segundo os defensores da auriculoterapia, auxilia no tratamento de problemas e doenças, aliviando dores e sintomas decorrentes deles. A parte exterior da orelha, segundo essa perspectiva, tem o formato de um feto dentro de um útero, em posição cefálica, ou seja, de cabeça para baixo. Portanto, cada ponto do pavilhão auricular representa um órgão do corpo humano.

Assim sendo, é possível tratar ou aliviar os sintomas, por exemplo, de prisão ventre, simplesmente estimulando a região correspondente ao ventre na silhueta do feto.

Vale ressaltar que os adeptos dessa prática consideram o pavilhão auricular uma região capaz até mesmo de receber sinais do organismo, indicando e até prevendo possíveis doenças, além de armazenar informações a respeito do histórico de saúde da pessoa.

Quando um indivíduo adoece ou apresenta qualquer tipo de problema de saúde corporal ou mental, há uma espécie de reflexo no pavilhão auricular, que pode apresentar sintomas na região da orelha correspondente à parte do corpo com problema, como mudança na coloração, descamações etc.

Por conta dessas mudanças, adeptos à auriculoterapia afirmam que a prática pode até auxiliar no diagnóstico de problemas ainda não conhecidos.

Quais os objetivos da auriculoterapia?

Auriculoterapia

Os objetivos da auriculoterapia, portanto, são de identificar e tratar problemas variados, de diferentes partes do corpo humano, por meio da estimulação dos vasos e canais localizados atrás de determinados pontos do pavilhão auricular.

Vale salientar, entretanto, a importância de primeiramente consultar um médico especialista no Auriculoterapiaproblema, pois apenas ele pode diagnosticar e prescrever o tratamento adequado.

A auriculoterapia, assim como outras formas de medicina alternativa e natural, pode, sim, auxiliar no tratamento, mas apenas quando realizada simultaneamente com o tratamento correto.

A auriculoterapia é indicada para tratar que doenças?

A auriculoterapia pode ser indicada para centenas de problemas, uma vez que contempla praticamente todos os órgãos do corpo humano. Pode auxiliar no tratamento de problemas psicológicos e psicóticos, como depressão e ansiedade, cardiovasculares, como pressão alta e arritmia cardíaca, renais, como insuficiência renal e cálculos renais, ósseos, alérgicos, etc.

Além disso, alguns adeptos à prática afirmam até mesmo que a auriculoterapia pode auxiliar no combate à dependência química, apesar de haver poucas evidências de que ela realmente surta efeito nesses casos.

Porém, convém ressaltar que a prática, apesar de poder ajudar no tratamento de alguns problemas, não deve ser nem a primeira nem a única forma de tratamento.

Independente da gravidade do problema em questão, a melhor solução é sempre procurar ajuda médica especializada, fazendo da auriculoterapia e das demais medicinas alternativas complementares do tratamento principal, e sempre consultando o médico sobre possíveis contraindicações.

 

Qualquer pessoa pode fazer auriculoterapia?

Auriculoterapia

Em tese, sim. Porém, é como já mencionamos: convém consultar o seu médico para saber se não há contraindicações para o seu caso, como no caso das gestantes. Alguns sugerem que o estímulo de pontos na região da barriga, do ventre e do útero podem ser prejudiciais.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário