Anemia – O que é? Sintomas, Causas, Diagnóstico e Tratamento

A anemia atinge mais de 2 milhões de pessoas por ano, apenas no Brasil, fazendo com que as pessoas vivenciem uma série de sintomas. A seguir, listamos quais são eles, possíveis causas da anemia, como é feito o diagnóstico e tratamento da doença.

O que é a anemia

anemia

A anemia é uma doença que se caracteriza pela baixa quantidade de glóbulos vermelhos saudáveis no sangue, o que gera uma consequência: a redução do fluxo de oxigênio pelo corpo e pelos órgãos.

O grande problema disso é que sem oxigênio os órgãos têm seu funcionamento comprometido, prejudicando a saúde como um todo e provocando uma série de sintomas que atrapalham a qualidade de vida da pessoa.

Sintomas da anemia

A anemia proporciona sintomas físicos que são fáceis de serem identificados pelo próprio paciente e médico. Entre os principais, destaque para os seguintes:

  • Cansaço, que surge ao realizar qualquer atividade, por mais leve que seja;
  • Pele pálida em excesso;
  • Falta de ar e dificuldade para respirar;
  • Vertigem e tonturas com frequência, especialmente ao se movimentar ou levantar;anemia sintomas
  • Batimento cardíaco acelerado ao realizar atividades simples, por exemplo, subir poucos lances de escada;
  • Dor de cabeça frequentemente;
  • Irritabilidade;
  • Produtividade reduzida no dia a dia, em qualquer atividade;
  • Baixa força muscular.

Curiosamente, esses sintomas aparecem aos poucos, fazendo com que a pessoa se adapte a eles e não consiga perceber que se trata de algo mais sério como a anemia. Portanto, é preciso ficar atento e procurar um médico, quando identificar alguns desses sintomas.

 

Quais são as possíveis causas da anemia

A anemia pode ser provocada por diversos problemas associados à saúde (doenças e distúrbios) ou má alimentação. Confira, a seguir, quais são os principais:

Deficiência nutricional

A deficiência nutricional é a causa mais comum da anemia. Nela, a pessoa deixa de consumir a quantidade recomendada de ferro, vitamina B12 e ácido fólico, que são substâncias que participam da produção dos glóbulos vermelhos.

Doenças da medula óssea

É o caso de leucemia, linfoma, infecções e metástase de tumores na medula óssea. Essas são causas mais graves, que devem ser acompanhadas de perto por um médico especialista.

Doenças que evitam a proliferação dos glóbulos vermelhos

Dois exemplos clássicos de doenças que comprometem a proliferação dos glóbulos vermelhos são a insuficiência renal e a anemia de inflamação, também chamada de anemia crônica.

Sangramento prolongado

Qualquer tipo de sangramento prolongado pode desencadear a anemia, seja numa menstruação abundante ou num dano a algum órgão. Um bom exemplo é a úlcera gástrica, que promove sangramento interno do estômago.

Também, é possível desenvolver anemia em situações que promovem um sangramento intenso, como doação de sangue, hemodiálise e realização de grandes cirurgias, porém são casos facilmente reversíveis.

Diagnóstico da anemia

causas da anemia

A anemia é diagnosticada por meio de exames laboratoriais, como o hemograma e a dosagem de ferritina, que são capazes de detectar com precisão a deficiência de ferro no organismo.

Outros exames podem ser solicitados pelo médico, como o de confirmação de níveis de ácido fólico e vitamina B12, além da eletroforese da hemoglobina e biopsia da medula óssea.

Tipos de anemia

Existem diferentes tipos de anemia e os exames solicitados pelo médico ajudarão a identificar qual é o que acomete o paciente. Os mais comuns atualmente são:

  • Anemia ferropriva: acomete quem consome poucos alimentos com ferro, como a carne vermelha, ou tem algum tipo de sangramento prolongado;
  • Anemia megaloblástica: comum em vegetarianos, esse tipo é provocado pela baixa ingestão de vitamina B12;
  • Anemia perniciosa: ocorre quando a vitamina B12 não é absorvida pelo organismo, precisando ser suplementada com injeções;
  • Anemia falciforme: versão genética na qual há a destruição dos glóbulos vermelhos, gerando dor, inchaço e icterícia;
  • Anemia hemolítica: acontece quando o corpo produz anticorpos que destroem os glóbulos vermelhos;
  • Anemia aplástica: trata-se de uma doença autoimune, na qual a medula óssea reduz a produção de células sanguíneas;
  • Anemia de Fanconi: doença genética que leva à falência da medula óssea e aumenta a predisposição a tumores.

Tratamento da anemia

O tratamento para anemia varia de acordo com o caso do paciente. Geralmente, o profissional da saúde recomenda a suplementação de ferro, vitamina B12 ou ácido fólico, bem como a mudança de hábitos alimentares, adotando uma nova dieta.

[CONFIRA TAMBÉM: ALIMENTAÇÃO ADEQUADA PARA QUEM TEM ANEMIA]

No caso de perda de sangue, a transfusão pode ser indicada pelo médico ou então o uso de medicamentos que induzem a formação e produção de novas células sanguíneas.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

1 Estrela2  Estrelas3  Estrelas4  Estrelas5  Estrelas (Ainda sem avaliações)
Loading...

Quem Leu Este Artigo também costuma ler:

Deixe um Comentário