Mais de 100 alimentos que NÃO contém glúten – Lista completa

Os alimentos sem glúten são, de modo geral, legumes, fruta, carnes e alguns grãos. Essas classes de comidas são as únicas que não contém glúten e estão liberadas para quem deseja fazer a dieta sem glúten e, principalmente, para quem possui o diagnóstico da doença celíaca. 

O glúten é uma combinação de dois grupos de proteínas, a glutenina e a gliadina que podem ser encontradas na cevada e no trigo. Para quem possui a doença celíaca, essa substância gera um processo autoimune extremamente prejudicial à saúde e que pode até levar a morte.

Recentemente, a dieta sem glúten tornou-se a adesão não somente para quem possui o diagnóstico da doença, mas também por interessados em emagrecer ou queimar gordura abdominal.

Apesar da moda, é consenso entre os médicos que não é um cardápio sem glúten que faz uma pessoa emagrecer, mas sim a retirada dos carboidratos simples. Ao contrário do que pode inferir o senso comum, a retirada completa do glúten não é recomendada para quem não é celíaco. Contudo, substituir pães e massas por frutas e carnes pode ser uma técnica para conquista de uma alimentação saudável – e como consequência vem o emagrecimento.

Lista de alimentos sem glúten

Alguns alimentos estão livres do glúten e podem ser consumidos sem medo. São eles:

Frutas

  • Maçã;
  • Amora;
  • Mirtilo;
  • Açaí;
  • Damasco;
  • Banana;
  • Cereja;
  • Figo;
  • Cranberry;
  • Tâmara;
  • Cereja;
  • Kiwi;
  • Limão;
  • Lima;
  • Damasco;
  • Acaí;
  • Mamão;
  • Abacaxi;
  • Pêssego;
  • Ameixa;
  • Caqui;
  • Marmelo;
  • Figo;
  • Melancia;
  • Tamarindo;
  • Uva;
  • Goiaba;
  • Melão;
  • Limão;
  • Manga;
  • Laranja;
  • E outras.

Vegetais

  • Alcachofra;
  • Rúcula;
  • Araruta;
  • Repolho;
  • Couve-flor;
  • Aipo;
  • Berinjela;
  • Alho;
  • Cebola;
  • Abóbora;
  • Nabo;
  • Agrião;
  • Ervilha;
  • Aspargo;
  • Brócolis;
  • Feijão;
  • Couve de Bruxelas;
  • Milho;
  • Pepino;
  • Alho;
  • E outros.

Carnes

  • Vaca;
  • Galinha;
  • Pato;
  • Búfalo;
  • Cabra;
  • Jacaré;
  • Porco;
  • Peru;
  • Codorna;
  • Vitela;
  • Ganso;

Laticínios

  • Ovos;
  • Leite;
  • Creme azedo;
  • Soro e leite;
  • Iogurte natural;
  • Caseína;
  • Queijo;

Trigo, grãos e farinha

  • Farinha de feijão;
  • Amaranto;
  • Araruta;
  • Arroz integral;
  • Pão integral;
  • Mandioca;
  • Farinha de milho;
  • Fubá;
  • Trigo Sarraceno;
  • Semente de algodão;
  • Amido de milho;
  • Polenta;
  • Trigo sacarreno;
  • Mandioca e farinha de mandioca;
  • Farinha de arroz integral;
  • Semente de algodão;
  • Sagu;
  • Farinha de soja;
  • Farinha de tapioca;
  • Farinha de inhame;
  • Teff;
  • Goma xantana;
  • Castanhas;
  • Baunilha;
  • Quinoa;
  • Levedo;
  • Farinha de batata
  • Pipoca sem cobertura;
  • Semente de linhaça
  • E outros

Evite molhos de salada, de carne, farinhas de pão e o shoyu porque eles também possuem glúten.

Produtos glúten free

Para a felicidade dos celíacos, a indústria alimentícia já tem opções “glúten free” nas prateleiras das principais redes de mercado. Na verdade, uma pesquisa da consultoria internacional Euromonitor, esse setor deve crescer 32% até 2020.

Mas tome cuidado, pois zero glúten não é sinônimo de mais saudável. Uma análise feita pela Revista Francesa “Milhões de Consumidores” identificou que os produtos industrializados taxados como “glúten free” possuem maiores taxas de sódio, gordura e aditivos do que as versões convencionais.

Desde de 2003 é lei que toda embalagem sinalize se a comida contém glúten ou não. Ou seja, com uma busca rápida pelo mercado é possível encontrar produtos livres da substância.

3 Receitas de comidas que não contém glúten

Uma alimentação saudável baseada em retirar o glúten do cardápio pode ser conquistada com a substituição por receitas dos alimentos comuns do dia a dia: como o pão, arroz ou macarrão. Veja como preparar comida que não contém glúten:

Pão  sem glúten

pao sem gluten

Ingredientes:

  • 3 ovo
  • 1/2 copo de polvilho doce
  • 1 copo de farinha de arroz
  • 1/2 copo de óleo de soja
  • 100 ml de água
  • 1 colher (sopa) de açúcar
  • 1 colher (chá) de sal
  • 1 colher (sopa) de fermento químico em pó

Modo de preparo: 

  1. Acenda o forno em temperatura média (180°C);
  2. Unte uma forma com papel manteiga ou com margarina e farinha de arroz;
  3. Numa travessa funda bata os líquidos até obter uma mistura homogênea;
  4. Acrescente os secos à mistura e bata novamente;
  5. Adicione o fermento e incorpore á massa delicadamente;
  6. Deixe descansar por 3 minutos;
  7. Coloque a massa na assadeira e deixe assar no forno por 35 minutos ou até dourar a parte de cima.

Arroz sem glúten

arroz de couve flor sem gluten

O arroz é um grão rico em glúten, portanto, para substituí-lo basta fazer um falso arroz de couve-flor. O gosto é muito semelhante, a diferença é que ele não provoca inchaço abdominal e tem muito menos carboidratos.

Ingredientes:

  • 1/2 couve flor lavada;
  • 1/2 xícara (chá) de cebola ralada;
  • 1 dente de alho
  • Sal e pimenta do reino a gosto
  • 1 colher (sopa) de salsinha picada

Modo de preparo: 

  1. Rale a couve flor com a ajuda de um ralador de legumes;
  2. Numa panela refogue o alho e a cebola;
  3. Acrescente a couve-flor e refogue-a por 5 minutos;
  4. Tempere com sal e pimenta;
  5. Polvilhe a salsinha;
  6. Sirva quente.

Macarrão sem Glúten

macarrao sem gluten

Ingredientes:

  • 250 g de farinha sem glúten
  • 3 ovos
  • 3 colheres (sopa) de azeite de oliva
  • 3 colheres (sopa) de água

Modo de preparo: 

  1. Despeje a farinha numa travessa rasa e comprida;
  2. Faça um buraco no meio da farinha e coloque os ovos, o azeite e a água;
  3. Incorpore os ingredientes aos poucos com as pontas dos dedos até que fique homogênea;
  4. Com uma faca divida a massa em pequenas porções;
  5. Coloque a massa na máquina de macarrão para fazer as porções ou faça pequenas bolinhas caso deseje o formato nhoque;
  6. Cozinhe o macarrão numa panela com água e óleo por aproximadamente 5 a 10 minutos;
  7. Use o molho que preferir.

Tome cuidado na mudança de países

A composição de algumas receitas, molhos e acompanhamentos mudam dependendo do país. Além do ingrediente principal em si, entre os celíacos, sempre será necessário saber como é feito o preparo dos ingredientes. No molho branco por exemplo é comum que se use amido de milho ou farinha branca para engrossar.

Em casos mais severos da doença até mesmo compartilhar locais de cozinha em que existia restos de farinha é o suficiente para incentivar a inflamação intestinal.

Porque tirar o Glúten da alimentação?

sem glutenO glúten não faz mal para aqueles que não tem intolerância.  Quem tem a doença celíaca, ao ingeri-lo cria pequenos processos inflamatórios  que levam a destruição da viscosidade do intestino. Os efeitos são a perda de peso, fraqueza e diarreia.

Pessoas que não sofrem da doença NÃO DEVEM realizar a retirada desta substância do cardápio. A ideia de dieta sem glúten é mais como uma dieta dukan que reduz os carboidratos e alimentos calóricos.

O glúten um composto de proteínas que pode ser encontrado na farinha de trigo, aveia, centeio, cevada e malte. É essa substância que dá elasticidade às massas e, por isso, é normal que a sua retirada da alimentação provoque uma sensação de desinchação abdominal.

Cuidados com a dieta sem glúten

Quando o glúten é tirado de repente e sem orientações da sua dieta, pode causar alguns malefícios a sua saúde. As pessoas que o eliminam por completo de sua alimentação podem estar mais expostas à depressão e ansiedade, já que a falta do glúten causa efeitos fisiológicos que proporcionam essas doenças.

Essa retirada repentina também pode causar algumas alterações hormonais, insônia, e saciedade. Portanto faça sempre um acompanhamento médico antes de mudar por completo a sua alimentação. É importante que você reponha com outros alimentos a falta da proteína do glúten, para que o seu organismo não sinta a necessidade e acabe adoecendo.

Como eliminar o glúten do seu cardápio

Para que você consiga eliminar todo o glúten do seu cardápio você deve se habituar com uma alimentação que o exclua 100%, porém que te proporcione um equilíbrio entre todas as proteínas necessárias no seu organismo.

Segundo especialistas, o correto para não trazer problemas a sua saúde é fazer isso aos poucos, gradativamente e com muita paciência.

É importante que antes que você resolva tirar completamente o glúten das suas alimentações, procure uma nutricionista para que lhe proporcione orientações básicas e uma maneira dele ser substituído de forma que não cause aspectos negativos em sua saúde.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

1 Estrela2  Estrelas3  Estrelas4  Estrelas5  Estrelas (7 votos, média: 4,57 fora de 5)
Loading...

Quem Leu Este Artigo também costuma ler:

Deixe um Comentário