Alimentos ricos em vitamina D – Para que servem?

Nosso corpo não produz todos os nutrientes necessários para o seu pleno funcionamento. Por isso, precisamos montar uma dieta rica em substâncias vitais, entre elas a vitamina D.

A vitamina D é responsável por várias funções em nosso corpo. Ela impede o surgimento de problemas relacionadas ao desenvolvimento ósseo e auxilia na regulação do sistema digestivo.

Nesse texto, vamos apresentar os principais benefícios, os riscos da ausência da vitamina D no corpo e os alimentos ricos desta substância. Já falamos, aqui, sobre as funções da vitamina D.

alimentos que contém vitamina D

Alimentos que contém vitamina D

A vitamina D é lipossolúvel, isso quer dizer que ela precisa de lipídios (gorduras) para ser absorvida. Por isso, alimentos mais gordurosos são ricos em vitamina D, como peixes, gema do ovo, manteiga, leite, entre outros.

Montamos uma lista dos principais alimentos ricos em vitamina D, confira:

  • Ostras – a cada 100g, há 81 IUs(sigla da recomendação diária do consumo para adultos) de vitamina D;
  • Ovo – sua gema contém 37 IUs de vitamina D;
  • Atum – a cada 100g, há 154 IUs de vitamina D;
  • Cogumelos – varia de acordo com o tipo, de 100 a 275 IUs de vitamina D;
  • Sardinha – numa lata comum contém 46 IUs de vitamina D;
  • Salmão – a cada 100g, há 650 IUs de vitamina D;
  • Leite – a cada 100 ml, há 100 IUs de vitamina D;
  • Laranja – um copo de suco de laranja com 200 ml contém até 175 IUs de vitamina D;
  • Fígado bovino – a cada 100g, há 45 IUs de vitamina D.

A luz solar é a melhor fonte de vitamina D. Banhos de sol diários fazem com que nosso corpo absorva boas quantidades dessa vitamina. Muitos especialistas dizem que apenas após a pele ficar vermelha é que a vitamina D é absorvida. Porém, para não precisar “queimar” a pele, recomenda-se:

  • 25 minutos do sol das 13h para pessoas com tez branca;
  • Até 1 hora de exposição ao sol das 13h para pessoas com tez negra.

Para quem mora em regiões frias ou onde a incidência de sol é baixa, faz-se necessária a suplementação. No mercado de produtos naturais existem bons suplementos de vitamina D. Após uma avaliação médica, pode ser prescrito um tratamento suplementar, a fim de repor de forma mais ágil a substância no corpo.

Benefícios da Vitamina D

Quem tem bons níveis de vitamina D no corpo terá benefícios como:

  • Melhora a condição física – pois a vitamina ajuda a fortalecer os músculos;
  • Fortalece os ossos – é ela que ajuda o corpo a absorver mais rápido o cálcio necessário para a estrutura óssea;
  • Produz  insulina – a vitamina D mantém o pâncreas em bom estado, o que faz a produção de insulina, necessária ao corpo, ocorrer de forma satisfatória;
  • Regula o metabolismo – essa vitamina diminui a possibilidade da obesidade, pois não permite que o corpo acumule mais gordura do que precisa;
  • Protege o sistema imunológico – ela tem propriedades anti-inflamatórias e protege o corpo de possíveis infecções;
  • Estimula o organismo– ela tem ação revigorante, sendo ótima para tratar quadros de depressão;
  • Fortalece o coração – composta por substâncias que auxiliam na contração dos vasos sanguíneos, a vitamina D regula a pressão arterial e previne o coração de sustos, como os terríveis infartos.

Os benefícios são alcançados, evidentemente, quando se adota uma alimentação regrada (que não terá apenas a vitamina D), associada a hábitos saudáveis, como realização de exercícios físicos.

alimentos ricos em vitamina D

Sintomas da deficiência de vitamina D

Muitas patologias podem surgir quando há deficiência de vitamina D no corpo. Por afetar diretamente o funcionamento do sistema imunológico, a ausência dela pode causar:

  • Problemas respiratórios;
  • Doenças de pele;
  • Doenças renais;
  • Fadiga muscular constante;
  • Doenças ósseas (raquitismo, osteoporose, etc.);
  • Distúrbios mentais;
  • Coceira na pele;
  • Alterações no humor;
  • Vômitos;
  • Disfunções renais, levando à pedra nos rins;
  • Arritmia cardíaca.

Ótimas receitas podem ser criadas com os alimentos mencionados acima. Salmão ao forno, ovos cozidos, fígado acebolado, tortas de atum ou sardinha… Mas lembre-se também de tomar um solzinho sempre que possível!


Este texto foi revisado pelo Profissional: Thais Karpowiski (conheça mais sobre ele(a) clicando no link)

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

3 Comentários

  1. LÍGIA MARQUES
  2. Rita De Cassia Faria
    • Quero Viver Bem

Deixe um Comentário