Açúcar de coco: O que é, Para quem é indicado e Como usar no dia a dia

Retirado a partir da seiva encontrada dentro do coqueiro, o açúcar do coco é produzido de maneira rudimentar, sem o acréscimo de químicos e sem passar pelo processo de refinamento. Tudo isso mantém suas vitaminas e seus minerais originais, tornando-se uma opção muito mais saudável que o açúcar comum.

O néctar líquido, colhido na planta, é aquecido em uma caldeira e transformado em uma espessa camada de caramelo. Por fim, o açúcar de coco é triturado em pequenos cristais, permanecendo em uma consistência um pouco mais grossa e de cor marrom. Uma das vantagens que tem feito muitas pessoas procurarem pelo açúcar de coco é que ele possui menor índice glicêmico, proporcionando menos picos de glicose de insulina no organismo.

açúcar de coco benefícios

O açúcar de coco conta com nutrientes um pouco diferentes do coco em si, já que o adoçante natural é produzido a partir do coqueiro e não do fruto. Nesse caso, a doçura é rica em vitaminas do complexo B, como B1 (tiamina), B2 (riboflavina), B3 (niacina) e B6 (pirodoxina).

Além disso, o produto conta com vários minerais, como magnésio, potássio, zinco e ferro, que são importantes para o bom funcionamento do corpo humano. Porém, o consumo diário de qualquer açúcar deve ser limitado, sendo preciso, também, buscar outras fontes para a ingestão dessas substâncias.

O grande diferencial do açúcar de coco está na chamada fibra inulina. É ela que é responsável por diminuir o índice glicêmico do alimento, pois faz com que os carboidratos sejam absorvidos mais lentamente pelo organismo, gerando menos picos de insulina. Ela também é uma fibra prebiótica, que auxilia na manutenção e no crescimento da flora intestinal.

Para quem é indicado o açúcar de coco

açúcar de coco

O fato de o açúcar de coco possuir um índice glicêmico mais baixo e, consequentemente, provocar menos picos de insulina fazem com que seu consumo seja interessante, especialmente aos pré-diabéticos. Isso porque, nesses casos, o corpo se torna resistente à insulina, que é o hormônio que leva o açúcar para dentro das células. Todo o processo faz com que sejam necessárias maiores quantidades de insulina para absorção da mesma quantidade de açúcar. Caso isso não seja tratado, pode levar ao agravamento do quadro, até que a pessoa passe a ter a diabetes de tipo 2.

[CONFIRA TAMBÉM: DIABETES E MÁ ALIMENTAÇÃO]

Para evitar que isso aconteça, é recomendado, aos pré-diabéticos, que priorizem alimentos capazes de fazer com que a glicose seja absorvida de forma mais lenta, o que pode reverter o quadro, pois menores cargas de açúcar não sobrecarregam o pâncreas na produção de insulina para absorvê-las.

Um desses bons alimentos é, justamente, o açúcar de coco, que poderá substituir o açúcar refinado. Mas, cuidado: se você for diabético, não consuma qualquer tipo de açúcar e consulte seu médico quanto à melhor opção de adoçante.

Outro público muito interessado no açúcar de coco é aquele que quer emagrecer. Quando a glicose é absorvida muito rapidamente, a energia não é usada na sua totalidade, o que aumenta as reservas de gordura do organismo, em especial no abdômen. Sendo assim, o consumo de alimentos com baixo índice glicêmico contribui para uma diminuição do acúmulo de gordura.

Outro benefício está no fato de que alimentos com baixo índice glicêmico dão maior sensação de saciedade. Isso faz com que o indivíduo coma menos, naquela refeição, ou não tenha fome muito cedo – outro elemento que auxilia quem quer perder alguns quilos.

Porém, vale lembrar que o açúcar, ainda que seja de coco, segue como uma dose extra de glicose no seu dia a dia. Por isso, ele deve ser ingerido de forma moderada ou mesmo evitado.

Como substituir o açúcar normal pelo de coco

açúcar de coco indicação

O açúcar de coco pode substituir o refinado pela proporção 1:1 que o efeito será o mesmo. Vale lembrar que esse adoçante natural tem sabor de açúcar queimado, o que dá um gosto todo peculiar aos alimentos. Ele pode ser adicionado em bebidas escuras, além de shakes e receitas de doces diversas. Com temperatura de fusão baixa e de queima alta, ele pode ser utilizado na preparação de alimentos que vão ao forno e fogão.

No entanto, é importante atentar-se quanto à quantidade diária consumida de açúcar. A Organização Mundial da Saúde (OMS) indica que ingestão de açúcares não ultrapasse 5% das calorias consumidas no dia. Por exemplo, se uma pessoa consome 2 mil calorias por dia, ela deve ingerir 25 gramas de açúcar de coco, o que corresponde a seis colheres de chá ou uma colher e meia de sopa.


Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

1 Estrela2  Estrelas3  Estrelas4  Estrelas5  Estrelas (Ainda sem avaliações)
Loading...

Quem Leu Este Artigo também costuma ler:

Deixe um Comentário