7 benefícios da kombucha – Confira tudo o que você precisa saber

Você sabe o que é a kombucha mas não sabe quais são os seus benefícios? Confira essas e outras informações completas, só aqui no Quero Viver Bem!

A kombucha é uma bebida fermentada, chamada por alguns de “eterna saúde”, pois é uma composição rica em nutrientes e probióticos – vulgo, bactérias boas para o organismo.

Na verdade, a bebida se trata do chá-verde ou preto fermentado com colônias de bactérias. Muitas pessoas cultivam em casa, pois é mais econômico do que comprar as garrafinhas prontas para consumo.

Nos Estados Unidos, esse mercado de Kombucha já é grande, movimentando mais de 1 bilhão por ano, enquanto que, no Brasil, ainda está no começo. Mesmo assim, estima-se que, nesse ano, mais de 20 milhões serão injetados na economia por causa do probiótico.

[CONFIRA TAMBÉM: KOMBUCHA – O QUE É?]

Afinal, quais os benefícios da kombucha? Confira, a seguir, informações completas, no Quero Viver Bem!

kombucha

Melhora a capacidade de absorção dos nutrientes

O principal componente dessa bebida fermentada são os probióticos, grandes aliados na melhoria das funções intestinais.

O intestino é formado por bactérias boas e ruins. Quando as boas são a maioria, as fezes são eliminadas de forma correta e a flora intestinal fica equilibrada. Com isso, a absorção dos nutrientes ingeridos é maior.

O papel dos probióticos é justamente aliviar os sintomas da prisão de ventre e promover o bem-estar em todo o sistema digestivo.

Tem ação antioxidante

Todos precisam ingerir alimentos que sejam antioxidantes, pois eles podem combater os radicais livres no organismo e evitar o envelhecimento precoce, bem como as doenças degenerativas.

Por isso, é uma excelente escolha inserir a kombucha no cardápio para manter a saúde. Além dos probióticos presentes em sua composição, o efeito “faxina geral” vai eliminar as toxinas do organismo.

Aumenta a saciedade

Rico em nutrientes e probióticos, a bebida tem capacidade de promover a saciedade, pois aumenta a produção de hormônios como a leptina e a insulina, que têm forte atuação na redução do apetite e no controle da glicemia.

Com os hormônios equilibrados, a tendência é que a necessidade de ingestão de alimentos em demasia diminua, pois o organismo se sente satisfeito rapidamente, ficando mais fácil eliminar peso.

Eleva os níveis de energia

Com o Kombucha, essa história de se sentir cansado o dia inteiro pode acabar, pois a cafeína presente tanto no chá verde como no preto fornece mais disposição para realizar as atividades rotineiras.

Além disso, é possível que a bebida dê um empurrãozinho no aumento do metabolismo, fator que permite o corpo queimar mais calorias.

Melhora a saúde de pele, cabelo e unhas

A beleza é de dentro para fora – certamente você ouviu falar nesse ditado. O fato é que todas as vitaminas e todos os minerais ingeridos passam pelo intestino.

Quando ele não funciona de forma adequada, podem começar a aparecer acnes, unhas quebradiças e fios fracos.

Os probióticos ajudam a absorver melhor os nutrientes, fazendo com que o organismo fique equilibrado, conferindo visualmente uma aparência mais saudável e bonita.

Fortalece a imunidade

Pessoas com imunidade alta dificilmente são acometidas por gripes, infecções e inflamações, pois o organismo possui defesas preparadas para combater ameaças. Isso inclui bactérias e vírus.

A kombucha reduz incidências de infecções como candidíase e dores articulares devido à artrite. Na China Antiga, esse composto era usado como remédio e antibiótico natural, pois era nítido seu bom desempenho no tratamento de dores no corpo e no combate a outras doenças.

Controla a diabetes

A bebida probiótica reduz a velocidade de digestão dos carboidratos, com isso, evita os picos de glicemia. Portanto, pode ser uma grande aliada para controlar e prevenir a diabetes.

Contraindicações da Kombucha

A recomendação da maioria dos especialistas é para não exagerar no consumo da bebida, pois o organismo pode levar um tempo para se habituar às altas doses de probióticos. O ideal é começar com 100 ml ao dia e depois ir aumentando gradativamente, não ultrapassando 400 ml diários.

Além disso, não é muito recomendado para gestantes, pois a bebida é feita de bactérias, podendo ser tóxica para o feto.

Alguns preparos de Kombucha podem ter um alto teor alcoólico, especialmente, aquelas que fermentaram por mais tempo. Por isso, é recomendado checar o rótulo antes do consumo, caso a bebida seja comprada pronta.

Crianças menores de 6 anos e portadores de doenças hepáticas devem procurar orientação médica antes de ingerir o Kombucha.


Este texto foi revisado pelo Profissional: Thais Karpowiski (conheça mais sobre ele(a) clicando no link)

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

Deixe um Comentário