3 alimentos com muito açúcar que você deve evitar

A correria do dia a dia e as facilidades apresentadas pelas empresas alimentícias estimulam, cada vez mais, um consumo desenfreado de alimentos enlatados ou processados numa quantidade cada vez maior. Mas será que sabemos exatamente o que eles têm em sua composição? E a quantidade de açúcar que cada um deles possui, será que é adequado para uma dieta saudável?

Só para você ter uma ideia, as organizações de saúde não recomendam que o consumo de açúcar exceda 48 gramas por dia. Ao extrapolar o recomendado há os riscos de surgir problemas de ganho de peso, problemas com pressão alta ou diabetes (além de tantos outros).

E existem alguns alimentos em especial que você nem imagina, mas contém alto índice de açúcar. Vamos conhecer 3 deles abaixo:

Barras de Cereais

As barras de cereais costumam ser indicadas como uma boa alternativa de alimento para lanches no meio da manhã ou da tarde e costumam ser consumidos por pessoas que estão (ou acham que estão) tendo uma alimentação saudável. Até por isso, há um certo exagero no consumo de tal alimento.

Mas optar pela barra de cereal como um dos atores principais da sua dieta pode ser um erro que custará caro, afinal, cada barra pode ter até 12 g de açúcar. Ao consumir duas barras você já terá chegado em 50% do valor de açúcar recomendado por dia. Um pouco demais, você não acha?

Frutas em Lata

frutas-em-lataVocê acha saudável comer uma saborosa fruta na sobremesa? Até pode ser uma boa atitude se a fruta for in natura, porém, se você está optando pelas versões em lata, tenho que te dizer: você está fazendo errado!

As frutas enlatadas tem uma quantidade considerável de açúcar adicionado – e você deve levar em consideração que essa adição de açúcar se juntará ao açúcar que as frutas já possuem naturalmente.

Veja os números e se assuste: ½ xícara de uma fruta em lata é equivalente a 23 g de açúcar.

Iogurtes com Baixo Teor de Gordura

iogurteOs rótulos desses produtos enganam a maioria das pessoas que acreditam estar levando algo natural e com pouca chance de ser prejudicial à saúde – um caso muito semelhante que acontece nas barras de cereais acontece aqui também. Esse produto costuma ter índices de açúcar extra, pois a indústria tenta “compensar” a gordura retirada colocando mais açúcar para que o iogurte fique saboroso. Isso sem contar os aditivos químicos como saborizantes, aromatizantes, conservantes, e outros “antes”.

Para você ter uma ideia, o teor de açúcar desses iogurtes é de cerca de 27 g.

Mas isso não quer dizer que você deve abandonar o iogurte. Uma ótima alternativa é comprar o iogurte natural ou grego e adicionar uma fruta. Quer uma dica ainda mais saborosa e saudável? Misture duas frutas (laranja e morango, por exemplo) com o iogurte. Bata no liquidificador e delicie-se com essa saborosa vitamina.

 

Para não cair nas pegadinhas da indústria alimentícia, fique atento aos rótulos! Leia a lista de ingredientes e a tabela nutricional antes de comprar alimentos industrializados. Fique de olho nos itens abaixo:

  • A lista de ingredientes é escrita por ordem: o primeiro ingrediente é o que estará em maior quantidade no alimento;
  • Cuidado com os açúcares disfarçados: açúcar mascavo, açúcar invertido, mel, xaropes, maltodextrina, sacarose, frutose, dextrose… tudo é açúcar!
  • Evite produtos com mais de 5 ingredientes;
  • Encontrou nomes estranhos na lista de ingredientes? Fuja desse tipo de alimento, pois estará cheio de aditivos químicos.

Lembre-se que os melhores alimentos não tem rótulo, ou seja, os in natura. Prefira eles e consuma os industrializados com bastante moderação!


Este texto foi revisado pelo Profissional: Thais Karpowiski (conheça mais sobre ele(a) clicando no link)

Ajude a melhorar ainda mais o site, avalie:

Sua avaliação servirá para que tenhamos uma noção da qualidade dos nossos conteúdos. Além de marcar a quantidade de estrelas que esse conteúdo merece, não esqueça de deixar seu comentário.

1 Estrela2  Estrelas3  Estrelas4  Estrelas5  Estrelas (1 votos, média: 5,00 fora de 5)
Loading...

Quem Leu Este Artigo também costuma ler:

Deixe um Comentário