Intestino Preso: o que faz prender e dicas para ajudar a soltar. Conheça agora!

Intestino preso, prisão de ventre ou constipação intestinal são sinônimos de um problema causado, principalmente, pela falta de fibras no organismo. E em média, 30% dos brasileiros sofrem desse problema de maneira crônica. Popularmente, as mulheres são as que mais tem o intestino preso, porém, os homens também passam por isso, principalmente nos dias atuais, em que, cada vez mais, se alimentam mal, não praticam atividades físicas e vivem estressados.

Uma dieta adequada, consumir bastante líquido e praticar exercício são as melhores opções para se livrar desse problema que incomoda tanto. O uso de medicação, conhecido como laxante, deve ser um “plano B”, para casos mais extremos. Mas deve ser utilizado com orientações médicas.

O que é ter Intestino Preso?

Quando comemos, o alimento entra em nosso organismo e passa pelo sistema digestivo, os nutrientes e a água contidos nesse alimento vão sendo absorvidos pelo nosso organismo e o que não é aproveitado, é então transformando no Bolo Fecal. O Bolo Fecal vai sendo empurrado para fora por contrações dos músculos da parede do intestino.

Se os movimentos de contração ficam fracos e aleatórios, esse bolo fecal vai se acumulando e endurecendo e assim, precisamos de mais esforço para poder eliminá-lo pelo intestino grosso. Essa maior dificuldade de evacuar recebe o nome de Prisão de Ventre.

Quando sei que estou com Intestino Preso?

A quantidade de vezes que se evacua por semana varia bastante entre as pessoas e entre homens e mulheres. Considera-se Intestino Preso quando a pessoa evacua menos de 3 vezes na semana. Outra característica é se, quando vai evacuar, precisa fazer muito esforço e se sente dores na região anal. Além de ter evacuações incompletas, que é aquela sensação de que não fez tudo que tinha para fazer.

As vezes quando viajamos, estamos passando por períodos intensos de estresse ou temos uma alimentação muito diferenciada do normal e nosso intestino prende ou funciona de maneira anormal, não quer dizer que está com Prisão de Ventre crônica.

O que faz prender o intestino?

Existem duas causas que podem prender o intestino. Uma delas é a Funcional, que pode ser por maus hábitos alimentares e/ou alterações na rotina. A outra é a orgânica, que pode acorrer quando o organismo passa por alguma mudança física, como, por exemplo, uma deformação ou uma obstrução do cólon.

Conheça as principais causas de intestino preso:

  • Quantidade insuficiente de fibras na dieta;
  • Pouca hidratação;
  • Consumo excessivo de proteínas e alimentos processados (laticínios, salgadinhos, doces, farinha branca);
  • Estresse, depressão e ansiedade;
  • Falta de atividades físicas;
  • Não atender à vontade imediata de evacuar;
  • Excesso de açúcar na alimentação;
  • Não mastigar suficientemente os alimentos;
  • Uso de suplementos com ferro e cálcio;
  • Excesso de álcool e cafeína (seja do café, chá, chocolate ou até mesmo de suplementos termogênicos para queimar gordura);
  • Uso de determinados medicamentos (antidepressivos, remédios para emagrecer);
  • Condições médicas específicas;
  • Gravidez (gestantes estão mais suscetíveis à constipação).

Condições médicas que podem prender o intestino

Os maus hábitos alimentares são causadores principais da prisão de ventre, porém, existem algumas complicações medicas que também podem gerar tal efeito. São eles:

  • Síndrome do Intestino Irritável;
  • Efeito colateral do Diabetes;
  • Hipotireoidismo;
  • Períodos prolongados de febre;
  • Parasitas intestinais;
  • Diverticulite;
  • Uso indiscriminado de laxantes;
  • Colite (inflamação no intestino grosso)

O que posso fazer para soltar o intestino preso?

Depois que aprendemos o que é intestino preso e quais são as suas causas, vamos saber o que fazer para soltar o intestino preso ou melhor, para evitar que isso aconteça:

Coloque mais fibras na sua alimentação. As fibras são as responsáveis por absorver mais líquido e fazer com que o bolo fecal se forme de maneira mais amolecida e fácil de passar. Uma dieta pobre em fibras fará com que as fezes sejam pequenas e duras, sem a presença de água. Dessa maneira, ela não conseguirá caminhar pelo intestino e isso fará com que o corpo tenha que intensificar os Movimentos Peristálticos. Só que, com o passar do tempo o organismo se cansará de realizar esses intensos movimentos, e assim, o bolo fecal ficará parado, ocasionando a prisão de ventre.

A utilização de fibras na alimentação é a principal dica para melhorar o funcionamento do intestino. Elas são as maiores aliadas da boa digestão. Uma pessoa adulta precisa de, em média, 30 gramas de fibras alimentares diariamente. Vale lembrar que elas tem que estar sempre acompanhadas de líquido, para funcionar adequadamente.

Conheça alguns alimentos ricos em fibras:

  • Frutas como mamão, laranja (com bagaço), ameixa e abacaxi;
  • Feijão preto, grão-de-bico, lentilha, soja e arroz integral;
  • Verduras e legumes como brócolis, abóbora, alcachofra, berinjela, milho cozido, couve e espinafre;
  • Chia: uma única colher de sobremesa da sementinha contém seis gramas de fibra;
  • Aveia, pipoca (sem manteiga), batata doce (com casca) e nozes;
  • Linhaça (de molho na água de um dia para o outro).

Para que o intestino trabalhe adequadamente sempre, você precisa fazer a ingestão desses alimentos, citados a cima, diariamente. Somente quando ingerimos a quantidade ideal de fibras todos os dias é que conseguimos regular nosso intestino permanentemente.

Beber muita água. A quantidade de água que bebemos todos os dias é fundamental para ajudar no combate à prisão de ventre. Principalmente quando aumentamos a ingesta de fibras. Aí sim seu corpo precisará de muita água para realizar o trabalho digestivo de forma correta. Beba, pelo menos, 5 copos de água por dia e já começará a notar a diferença na hora de evacuar.

Diminua a ingesta de alimentos altamente processados. Atualmente nossa dieta tem sido cada vez mais de alimentos industrializados. Esses alimentos são pobres em fibras. Muitos deles nem contém nada de fibras. Isso corre por conta de seu processamento químico que acaba por remover as fibras para que o produto tenha um prazo de validade maior. Além de serem cheios de aditivos químicos, que acabam ajudando a prender o intestino.

Embutidos (salsicha, linguiça, presunto), laticínios, enlatados, salgadinhos, bolachas, alimentos congelados (pizzas, tortas, sanduíches) e cereais refinados (como a farinha branca) não devem fazer parte da sua dieta habitual. Se seu objetivo é evitar a prisão de ventre ou combate-la, evite consumir esse tipo de alimento. Além de serem pobres em nutrientes e não trazerem benefícios nenhum à saúde.

Faça atividade física regularmente. A prática de exercícios físicos

 

regulares favorece no estímulo dos movimentos intestinais, ajudando assim, no momento de evacuação. Os exercícios de abdominal também ajudam muito, pois fortalecem os músculos da região abdominal e também são aliados no momento de eliminar as fezes. Com isso, você tem mais um motivo para iniciar uma atividade física.

Assista um vídeo de auto massagem. Outra dica para ajudar a soltar o intestino preso:

Caso você tenha seguido todas essas dicas e mesmo assim, com o passar dos dias, você não percebeu melhoras, procure imediatamente um médico!

Recomendados para você:


Ajude a melhor ainda mais o site, avalie:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Leave a Reply