Dietas são métodos de regimes alimentares que objetivam a perde de peso rápida ou ganho de massa muscular. Geralmente são aplicadas por pessoas que tem gordura acumulada em regiões específicas do organismo como a abdominal ou que sofrem com sobrepeso e/ou obesidade. Muitas das dietas que recebem popularidade não são saudáveis e prometem mais perdas do que ganhos em benefícios para o organismo.

Para fugir dos perigos que o senso comum pode trazer é preciso pesquisar muito antes de iniciar uma dieta. Acontece que cada pessoa tem uma necessidade energética diferente e especificidades que fazem com que nem sempre uma dieta popular se aplique bem a ela.

A principal consequência das dietas frustradas é o famoso efeito sanfona, que além da sensação emocional de ansiedade, baixa auto-estima e sensação de fracasso vem acompanhada de estrias, celulites, irritação, dores de cabeça e alterações no sistema intestinal.

Como escolher a dieta certa

Como escolher a dieta certa

Como escolher a dieta certaO primeiro passo antes de iniciar uma dieta é descobrir qual é seu tipo metabólico, assim você pode aplicar a quantidade correta de cada nutriente de acordo com suas necessidades energéticas. Em geral, são três possibilidades: as proteínas, carboidratos e o misto. Se você está procurando uma dieta para emagrecer confira as principais categorias encontradas:

  • De baixa ingestão de gordura;
  • Baixa ingestão de carboidrato;
  • Desintoxicação do organismo;
  • Baixa ingestão de calorias (Dieta Dukan);
  • Dieta da proteína.
  • Dietas desintoxicantes (Detox).

A maioria delas para que funcionem com efetividade precisam se comunicar em algum momento: é preciso ingerir um pouco de gordura e diminuir a quantidade de carboidratos, por exemplo. Por isso que as dietas malucas que prometem emagrecimento rápido e agressivo com rapidez não costumam ter efeitos à longo prazo. Elas funcionam, mas ninguém aguenta deixar de comer carboidrato para o resto da vida – e nem deve.

Fita MétricaDe acordo com estudos da Fundação Britânica de Nutrição, o segredo para a perda de peso saudável é justamente apostar em uma dieta segura, fazer mudanças a longo prazo e modificar o estilo de vida de maneira que combata atitudes que geram os quilos a mais. Só assim, os resultados poderão ser permanentes.

Uma boa opção para que você possa aprender a ajustar a quantidade de calorias diárias a ser consumida é a dieta dos pontos. Mas para que ela seja efetiva, é necessário que a pessoa se dedique a elaborar pratos com variedade de alimentos e nutrientes e não se prender à refeições pobres, mas que não ultrapassem os limites diários.

A principal recomendação dos especialistas não é restrição de determinados tipos de alimento e nem a prática intensa de exercícios físicos, e sim, a mudança de hábitos: optar por um cardápio equilibrado, rico em nutrientes, baixas calorias, prática de atividade física regular (de preferência de algo que você goste e se identifique). São hábitos para levar para o resto de sua vida.

Outras Dietas que você precisa conhecer:

A necessidade de desintoxicação

Dietas detox e sua importânciaAs principais dietas, atualmente, trabalham com o conceito de desintoxicação. A necessidade de manter  o organismo limpo de substâncias indesejáveis é importante não somente a fim de emagrecimento, mas também para prevenir uma série de doenças.

A alimentação contemporânea faz muito uso de conservantes, corantes, acidulantes e outros produtos utilizados para que seja possível manter o alimento válido por mais tempo e possa ser facilmente vendidos nas redes de supermercado – hoje, uma das principais formas que muitas famílias encontraram para se alimentar, devido à praticidade.

A mudança da alimentação em todo o mundo começou principalmente pelo êxodo urbano, quando muitas pessoas deixaram a vida no campo para tentar oportunidades de crescimento e aumento de renda nas cidades. No entanto, no ambiente urbano, torna-se impossível manter plantações familiares e animais para servir de alimento.

Porque não consigo emagrecer?

Para poder suprir a demanda de alimento da grande maioria da população que se concentrou nas cidades foi preciso adicionar muitos tipos de químicas maléficas para o organismo e algumas que nem se sabe quais os danos que podem causar.  É o caso da margarina comprovadamente plástica, os refrigerantes, sorvetes, bolachas e vários outros produtos que compõem a rotina de muitos brasileiros.

Quando essas substâncias se acumulam no organismo geramos várias consequências indesejadas, como por exemplo: o aumento das espinhas, doenças das mais variadas, possibilidade de câncer, inchaço, problemas nos rins e fígado, aumento da acidez do estômago, alterações do sistema intestinal, entre outros riscos que a medicina ainda desconhece.

A importância da desintoxicação

A Dieta Detox vem com o objetivo de eliminar o acúmulo destas substâncias de nosso organismo por meio da ingestão de bastante água, restrição ou eliminação de produtos processados e industrializados, associação de alimentos diuréticos e antioxidantes. Muitos especialistas defendem a ideia de que “estamos morrendo pela nossa boca”, por isso  há necessidade de um Detox permanente.

Alguns modelos de dietas que não levam detox no nome também praticam a mesma teoria da desintoxicação corporal para facilitar o caminho do emagrecimento e regularizar as funções corporais, como bom funcionamento do intestino, circulação do sangue e aumento da disposição para adotar uma vida mais saudável, um exemplo é a dieta líquida para perder peso. Acredita-se que somente eliminando substâncias com alimentos diuréticos, é possível conquistar o emagrecimento.

Muitos movimentos hoje adotaram essa proposta “desintoxicante”, como o Slow Food que propõem a alimentação com qualidade e vagarosa ou variantes do veganismo, que se apropriam dos direitos dos animais para defender uma alimentação com mais qualidade, longe de hormônios, agrotóxicos e outros malefícios que a alimentação “moderna” proporciona.

O problema é que praticar uma dieta desintoxicante não pode ser tão fácil quanto parece. Combinar os alimentos corretos para que não falte nenhum nutriente no organismo ao mesmo tempo que eles tenham a quantidade de calorias necessárias para o emagrecimento e aumento da termogênese corporal não é fácil. Por conta disso, muitos apostam na compra de Plano Detox entre outros cronogramas de dietas previamente elaborados e com certificado de eficácia.

Produtos processados aumentam o número de alérgicos a alimentos

Como você pode ver, muitos argumentos da medicina apostam que a desintoxicação do organismo é saudável não somente por causas de emagrecimento, bem como para saúde em geral. Pesquisas clínicas demonstram que os alimentos industrializados, devido a existência excessiva de farinha branca, açúcar e química tem feito aumentar os números de alérgicos.

alergia aos alimentos

A principal alergia desencadeada por conta do consumo equivocado de alimentos não naturais é a celíaca. Nestas, pessoas só podem comer alimentos que não tenham nem resquícios de farinha branca ou grãos proveniente do trigo ou aveia. Caso contrário, podem ter alterações sérias no intestino e até mesmo problemas no funcionamento cerebral – quando a longo prazo.

A doença silenciosa, assim como de qualquer alergia, pode ser diagnosticada com testes caseiros somente por meio do teste. Conhecer a lista de alimentos sem glúten para fazer a substituição tem dado certo em muitas famílias, que se adaptaram com ingredientes mais saudáveis e conservados – como as farinhas, pães e cereais que não foram demasiadamente processados e conservam os nutrientes.

As causas da gordura abdominal

Quem nunca ajustou a calça para cima da cintura para não ter de se incomodar com as dobras quando se senta? Ou já foi motivo de piada de si mesmo ou dos amigos por conta dos pneuzinhos? A gordura abdominal é de fato muito comum e oferece grandes riscos.

Riscos da gordura abdominal

O excesso de gordura acumulada no abdômen é indício de aumento dos níveis de colesterol  e triglicerídeos, a combinação desses fatores trazem com eles riscos de doenças cardíacas. Além disso, ela aumento o nível de ácidos graxos livres do fígado e leva a uma resistência da insulina, podendo causar diabetes.

a-gordura-abdominal

Entre as principais causas da gordura localizada são o excesso de ingestão de alimentos gordurosos, ausência do consumo de frutas e legumes, sedentarismo (pois os músculos do abdômen ficam enfraquecidos e os órgãos são projetados para frente), cigarro, bebidas alcoólicas (principalmente a cerveja, pois possui muito fermento) e o pão branco em excesso.

A dieta para perder barriga é difícil de ser seguida porque tem restrição de uma série de alimentos, principalmente os com carboidratos e açúcares – que são aqueles com maior potencial de acumulo de gordura. Por isso, recomenda-se que a perda das famosas pochetes estejam inclusas em um programa de emagrecimento geral – o qual vai despertar a pessoa para um novo estilo de vida.

Praticar exercícios satisfatórios como zumba, dança, corrida e outros que estejam de acordo com o gosto são essenciais para criar uma rotina mais saudável e a perda de gordura abdominal mais simples. Aposte nos exercícios focais, como as abdominais – elas tem o poder de acelerar o processo.

O  que fazer para reduzir a gordura abdominal?

As melhores formas de combater esse problema é associar dietas para perder e secar barriga, fazer exercícios para aumentar a massa muscular e acelerar a queima de gordura. Assim como todos os outros tipos de regimes alimentares, o processo precisa ser contínuo, eliminando as causas do acúmulo.

Os exercícios para a perda de gordura abdominal são específicos como por exemplos abdominais, musculação, alongamentos e atividades aeróbicas. Outra dica para obter resultados rápidos é a diminuição do sal nas refeições.

 

Como perder gordura abdominal

O poder dos termogênicos – É verdade que eles emagrecem?

Com a mudança de rotinas e dificuldade das pessoas em frequentar academias ou incluir a prática de atividades físicas nas agendas apertadas, a descoberta dos termogênicos foi mais do que adequada e não é a toa que virou moda.  O efeito termogênico vem da termogênese – um processo de aquecimento natural do organismo que faz com que o organismo passe a gastar mais calorias para a realização de atividades vitais como o batimento do coração, respiração e manutenção do corpo.

termogenicos emagrece

É o efeito termogênico que justifica porquê pessoas que tem os mesmos hábitos, peso e altura apresentam quantidades de gordura completamente diferente. Os famosos “magros de ruim” tem um metabolismo que funciona naturalmente mais rápido e por isso gasta energia com facilidade somente para se manter vivo. Aqueles mais lentos, acumulam facilmente a gordura que vem dos alimentos como uma reserva de energia que não necessitam.  Na prática, as pessoas com metabolismo lento precisariam comer menos, no entanto há outras formas de resolver esse probleminha genético: os termogênicos.

Com o uso dos termogênicos pessoas de metabolismo lento conseguem forjar um metabolismo acelerado e gastam calorias sem precisar se exercitar ou mesmo sair da rotina de sempre. No entanto, aplicar isso no dia a dia tem algumas regras de como funcionam os termogênicos para queima efetiva de gordura acumulada.

Os termogênicos naturais são os não processados como frutas e legumes que desempenham naturalmente essa função, é o caso do gengibre, canela, pimenta, limão, alho, abacaxi e a noz da índia, por exemplo. Todos eles podem ser utilizados no cardápio para auxiliar no emagrecimento, mas há dificuldades de incluí-los de maneira que outros componentes do alimento não interfiram nos resultados.

Para tornar o processo mais fácil a industria do emagrecimento apresenta algumas soluções, como os suplementos de termogênicos processados, como o suplemento Turbo Slim  que faz com que você tenha somente o fator termogênico do alimento, sem ingerir calorias.

5 mitos sobre dietas

As dietas são indispensáveis para quem quer emagrecer com saúde, mas muitas vezes os motivos para deslizes no meio do caminho somos nós mesmos. O senso comum e a falta de conhecimento sobre o assunto pode gerar atitudes incorretas e só têm a prejudicar a trajetória da busca pelo corpo ideal.

Mas existem alguns mitos que devem ser quebrados para que você possa começar uma dieta que traga resultados positivos para os seus objetivos sem afetar a sua saúde. Conheça 5 desses mitos que separamos abaixo:

Mitos sobre a dieta

1 – Cortar lanches entre as refeições

Porque não consigo emagrecer?Algumas dietas propõem que ao longo do dia se corte os “lanchinhos” entre as refeições. No entanto, desde que tenham proporções saudáveis e não sejam exagerados eles são muito bem vindos. O ideal é incluir nessas ocasiões uma fruta, legume, fibra ou iogurte light. Além disso ajuda a controlar a fome, garantindo que não se coma muito nas refeições principais.

2 – Comer à noite engorda

Algumas técnicas como por exemplo o Jejum Intermitente propõem deixar de comer a noite. Não é que a dieta não funcione, ela tem seus benefícios. No entanto, não se deve pensar que comer de noite faz mal, pois também precisamos nos sustentar durante esse momento do dia, mas devemos optar por alimentação com pouca caloria.

3 – Carboidratos são vilões

Recentemente a Dieta Low Carb ficou muito conhecida por tornar o carboidratos em vilões. No entanto, a proposta original da dieta não era essa, a medida que as pessoas passaram a comentá-la alguns interpretaram equivocadamente.

O organismo necessita de carboidratos para obter energia, principalmente para o bom funcionamento do cérebro e dos músculos, restringi-los da alimentação pode trazer sérios riscos a saúde. A dieta Low Carb pode funcionar como uma forma rápida de perda de peso, mas se não for aliada a uma mudança de rotina e que inclua aos poucos novas atitudes alimentares (e também de exercícios) o peso voltará.

4 – Restrição total às gorduras

Muitas pessoas que iniciam um regime alimentar tiram totalmente as gorduras de seus pratos. Não é assim que deve acontecer, os estudos da mesma instituição dizem que o ideal é que tenhamos uma dieta de pelo menos 35% de gordura de preferência animal, pois elas são importantes para dar energia.

O que muda é o tipo de gordura que ingerimos, quanto mais insaturada melhor pois ajuda a reduzir o colesterol, melhora o fluxo de sangue nas veias, previne doenças cardíacas e derrames.

Da mesma forma produtos com baixo teor de gordura como leites não necessariamente são teus amigos, pois geralmente para suprir a falta de “gostinho” que a pouca gordura oferece acrescenta-se altas quantidades de açúcar, sódio (sal), amido e químicas para dar sabor.

Os tipos de gorduras - Qual evitar?

5 – Alguns açúcares são melhores que outros

O organismo absorve os açúcares de forma similar, optar por diferentes tipos de açúcar não muda quase em nada a quantidade de calorias ingeridas (entre 48 e 65 kcal).

Quando se opta por açúcares orgânicos, menos refinados ou adoçantes especiais a diferença não está exatamente liberando o consumo desenfreado, e sim, optando por um que é mais saudável, porém, como dito acima, o consumo continua na mesma faixa indicada (entre 48 e 65 kcal).

Quantidade certa de açúcar - Tipos de açúcar

Como controlar o psicológico durante dietas

Ninguém pode ignorar os efeitos emocionais relacionados às dietas, são estes fatores que acabam nos fazendo dar os escorregões. A mudança de alimentação tem total interferência no humor e é ainda mais difícil de controlar em pessoas ansiosas. Confira aqui dicas para não perder a motivação.

Antes de iniciar uma dieta é importante prepara o psicológico para as mudanças que virão, afinal, a ideia é que elas sejam contínuas. Assim como tudo em nossa vida, o período de adaptação é o mais difícil e quando precisamos de mais força.  Confira algumas dicas que podem te ajudar nessa fase:

  1. Se você está ansioso não desconte nas pessoas, na comida e nem no uso de drogas. Atividades físicas e relacionar-se com amigos ou realizar um hobby são a melhor válvula de escape;
  2. Resista as tentações com comidas boas, mas não exagere na quantidade;
  3. Leve marmita para todos os lugares, assim se você sair com seus amigos poderá resistir as tentações mais fácil, pois tem sua opção correta ali com você;
  4. Coloque na sua cabeça que para fazer dieta você não precisa sofrer. Existem muitas receitas gostosas para quem está de dieta. Certamente, você não deixará de sentir prazer ao comer;
  5. O mais importante é manter-se bem com o seu próprio corpo e alimentar a força de vontade todos os dias para conquistar o sonho de fazer as pazes com o espelho e garantir mais saúde: pense em suas metas de vida, sua família, filhos, pois eles são os principais motivadores.

Quando você perceber que está chegando mais próximo dos resultados desejados isso com certeza te dará mais fôlego para permanecer na rotina saudável e gerir a sua vida de maneira que não restrinja curtições, alimentos gostosos e outros, pois você saberá seus limites e continuará priorizando a sua saúde.

A medida que a rotina vai ficando mais clara deve-se adequar a dieta para ganhar massa muscular, assim os efeitos do emagrecimento geralmente caracterizados pela flacidez serão transformados em um corpo definido, bonito e o mais importante: saudável.

Recomendados para você: